06:14 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Fogo na zona de al-Qayyara perto de Mossul, Iraque, 19 de outubro de 2016

    Rússia se surpreende por EUA esconderem crimes de extremistas no Iraque

    © AFP 2017/ YASIN AKGUL
    Oriente Médio e África
    URL curta
    21244

    Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa russo, está surpreendido por os EUA esconderem crimes dos terroristas em Mossul e atacarem prédios com civis dentro.

    "Quais são os motivos que fazem o comando americano esconder sob uma cortina de silêncio os crimes dos terroristas da comunidade internacional? Por que a coalização chefiada pelos EUA, mesmo dispondo desses dados, continua atacando com suas ‘bombas inteligentes' os prédios com civis os condenando antecipadamente a uma morte horrível?"

    Ele também qualificou de "absurdos" os argumentos usados pelo Pentágono para justificar a morte de civis.

    "As absurdas declarações do Pentágono para justificar as mortes de civis, causadas pelos bombardeios dos EUA no Iraque, dizem mais sobre o verdadeiro nível de planejamento das operações e sobre a suposta superioridade de suas bombas inteligentes", disse Konashenkov.

    As ações da coalizão liderada pelos EUA excluem completamente quaisquer aspetos humanitários das operações em Mossul, adicionou porta-voz do Ministério da Defesa russo.

    Ele acrescentou também que a aviação russa não foi utilizada em Aleppo, tendo aí como prioridade sua missão humanitária, ao contrário dos aviões da coalizão dos EUA em Mossul.

    Mais:

    Rússia espera que a coalizão liderada pelos EUA aja de forma responsável em Mossul
    Militar iraquiano: podemos contar os dias que faltam para libertação de Mossul
    Ex-militar: exército dos EUA está frustrado com a longa campanha para recuperar Mossul
    Tags:
    crime, civis, vítimas, ajuda humanitária, missão, coalizão internacional, Mossul, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik