14:03 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Exército sírio está preparando para a ofensiva de grande escala na província de Hama, Síria

    Mais de 10 mil militantes são derrotados falhando conquista da cidade síria de Hama

    © Sputnik/ Michael Alaeddin
    Oriente Médio e África
    URL curta
    313505403

    Um grupo de 10 mil militantes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia) e seus aliados tentavam desde 21 de março capturar a cidade síria de Hama, declarou o chefe da Direção Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia, coronel-general Sergei Rudskoi.

    "Desde 21 de março que os grupos terroristas têm realizado uma tentativa para capturar a cidade de Hama. Numa região controlada pela oposição foi criado um agrupamento que contava com mais de 10 mil militantes e principalmente composto por destacamentos da Frente al-Nusra e grupos terroristas aliados. No decurso da ofensiva, devido à vantagem numérica, os terroristas conseguiram capturar alguns povoados nos arredores da cidade de Hama e se aproximar da cidade."

    Entretanto, Sergei Rudskoi sublinhou que, graças às ações do exército sírio e ao apoio da Força Aeroespacial russa, a situação na região foi estabilizada.

    "No decurso dos combates realizados durante quatro dias, na região foram eliminados mais de 2.100 militantes, 55 unidades de veículos blindados, 22 jihad-móveis e mais de 100 automóveis com armamento pesado. Atualmente, a operação militar de eliminação dos militantes nos arredores de Hama continua, as tropas sírias estão realizando uma contraofensiva", acrescentou.

    Mais:

    Político sírio: americanos libertam Raqqa para dividir a Síria
    Forças Democráticas da Síria negam alegações de danos na barragem de Tabqa
    Daesh ordena evacuação de Tabqa após alerta de rompimento da maior represa da Síria
    Investida contra capital do Daesh na Síria: uma guerra de 'todos contra todos'
    Tags:
    combate ao terrorismo, contra-ofensiva, veículos blindados, captura, fracasso, militantes, avanço, operação militar, libertação, Exército Sírio, Força Aérea da Rússia, Estado Maior, Frente al-Nusra, Forças Armadas da Rússia, Sergei Rudskoi, Hama, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik