14:57 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Sessão no Knesset, Jerusalém

    Deputada israelense fica furiosa com estereótipos sobre judeus russos na rádio

    © AP Photo/ Ariel Schalit
    Oriente Médio e África
    URL curta
    881263

    Um conhecido locutor da rádio israelense lhe pediu para xingar em russo no programa ao vivo e perguntou a um blogueiro popular da Rússia se este tinha bebido um copo de vodca de manhã, contou a deputada do Knesset (parlamento de Israel), Ksenia Svetlova, indignada com o fato.

    A assessoria de imprensa do seu partido Campo Sionista divulgou nesta segunda-feira (27) uma "carta aberta" de Svetlova, originária de Moscou e conhecedora do Oriente Médio e língua árabe, no qual a política se indigna com os "estereótipos étnicos".

    "Em vez de uma conversa séria, você me pediu para dizer alguns xingamentos em russo. Assim facilmente, ao vivo, um dos jornalistas mais eminentes do país pede a uma deputada do Knesset para xingar em direto. Claro, por que não? Por que é que um deputado não pode xingar na rádio de manhã cedo, se ele é ‘russo', não é?", disse Svetlova, se dirigindo ao entrevistador Razi Barkai.

    Segundo disse a deputada, ela tinha sido convidada à rádio Galei Tzahal para comentar as recomendações da chancelaria russa em relação às viagens para o estrangeiro dos cidadãos russos. No que se trata de Israel, o Departamento Consular do Ministério das Relações Exteriores russo aconselha evitar palavrões em ídiche e árabe, bem como a palavra russa "zhid" (denominação dos judeus com sentido altamente pejorativo) em relação a qualquer judeu, mesmo que não entenda a língua russa.

    "Eu pensei que se até em um documento da chancelaria russa figura a palavra ‘zhid', vamos falar sobre esta palavra e sobre aquilo que ela significa para a sociedade russa de hoje, já que no âmbito do meu trabalho parlamentar eu também me debruço sobre o fenômeno de antissemitismo no espaço pós-soviético", expressou Svetlova.

    "Eu contei para você sobre os acontecimentos da minha vida nos quais ouvi a palavra ‘zhid', na época em que eu estava estudando no segundo ano da escola em Moscou. Mas você continuou insistindo que falássemos sobre palavrões. Ao se despedir de mim, você disse: ‘Não falemos de política hoje, com sua licença'. Claro, sem problemas", comentou a deputada.

    Outro participante do programa foi uma conhecida personalidade da Internet, o popular blogueiro e empresário Anton Nosik. "Após se despedir de mim, você perguntou a Nosik se ele já tinha bebido um copo de vodca logo de manhã", relembrou Svetlova.

    "Quanto tempo tem de passar para que as pessoas deixem de ver em mim e em outros israelenses apenas os naturais de algum país em primeiro lugar? Quando irão vocês perceber que somos israelenses de mesma forma que vocês?", concluiu a deputada.

    Mais:

    Putin? Voz da América confunde nome do premiê israelense
    Chega de 'jogos': Governo sírio faz advertência a Israel, prometendo retaliação forte
    Superação: Vencendo a doença e o preconceito
    Tags:
    judeus, preconceito, esteriótipo, antissemitismo, Knesset, Rússia, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik