13:59 19 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Combatentes da oposição e suas famílias se reúnem, enquanto se preparam para subir a um ônibus, antes da evacuação do bairro rebelde de Waer, na cidade de Homs, em 18 de março de 2017

    Cerca de 1.300 pessoas deixam a cidade síria de Homs

    © AFP 2018 / MAHMOUD TAHA
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5141

    Um total de 1.276 pessoas, incluindo 436 militantes, deixaram o bairro de Al-Waer, na cidade síria de Homs, na segunda-feira (27), por acordo com as autoridades no âmbito de uma trégua local, disse à Sputnik uma fonte informada dos serviços de segurança do país.

    A fonte relatou que 387 mulheres e cerca de 460 crianças deixaram Al-Waer, além de membros da oposição armada, acrescentando que os militantes que saíram da cidade levaram com eles as armas — mais de 50 fuzis de assalto, cinco fuzis de precisão e 24 pistolas.

    Em 13 de março, as autoridades sírias e grupos militantes em Homs chegaram a um acordo com a mediação russa como garante. Segundo o acordo, os militantes e suas famílias concordaram em deixar Homs de forma faseada, enquanto as tropas do governo sírio garantiram sua passagem segura.

    Em 18 de março, mais de 1.400 militantes e membros de suas famílias deixaram Al-Waer em direção à cidade de Jarablus, ao norte da província de Aleppo, em conformidade com o acordo.

    A guerra civil na Síria dura já há cerca de seis anos, com as tropas do governo lutando contra numerosas facções da oposição e organizações terroristas como a Frente al-Nusra e o Daesh, proibidos na Rússia.

    Mais:

    Síria restabelece controle sobre importantes poços petrolíferos da região de Homs
    Tags:
    oposição armada, militantes, Daesh, Frente al-Nusra, al-Waer, Homs, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik