15:13 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Militantes do Hamas em Gaza

    Hamas fecha fronteira com Israel após assassinato de líder militar

    © AP Photo / Khalil Hamra
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11209

    O ministro do Interior de Gaza anunciou hoje (26) o fechamento da passagem de fronteira entre Gaza e Israel "por razões de segurança", após o assassinato, na sexta-feira (24), um dos líderes de seu braço militar, as Brigadas Izedin al Qassam.

    "O fechamento da passagem de Beit Hanoun (Erez) faz parte dos passos decretados pelo aparelho de segurança após o crime que constitui o assassinato de Mazen Faqha.

    O porta-voz do Ministério do Interior, Iyad Bazem disse em um comunicado que a passagem, a única existente para pedestres entre Israel e Gaza, seria fechada exceto para "casos humanitários". 

    Faqha foi morto em frente a sua casa no bairro de Tel al-Hawa na Cidade de Gaza, supostamente com uma arma equipada com um silenciador. Poucas horas depois, o Ministério do Interior disse que não se sabia quem estava por trás do crime e anunciou a abertura de uma investigação.

    No entanto, o Hamas acusou Israel de matar Fuqaha e prometeu vingança.

    "Juramos por Deus, nossa nação muçulmana e nosso povo, que o inimigo vai pagar um preço por este crime na mesma medida que o assassinato de nosso líder mártir", salientaram as brigadas do Hamas em comunicado.

    Mais:

    Um palestino morreu após ataque da artilharia israelense em Gaza
    Drone do exército israelense cai na Faixa de Gaza
    Israel bombardeia posições do Hamas na Faixa de Gaza
    Tags:
    fronteira, assassinato, Hamas, Mazen Faqha, Israel, Gaza
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar