17:30 26 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Cidadãos do Iêmen, evacuados pela aeronave do ministério de Emergências da Rússia em função do conflito armado no país, desembarcam no aeroporto Domodedovo, em Moscou

    Rússia pode evitar que 'Iêmen se torne segunda Síria'

    © Sputnik/ Iliya Pitalev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    71896181

    O especialista político iemenita, Muhammed al Kaf opina que a Rússia é capaz de resolver a crise no Iêmen, pois tem uma posição neutra no conflito e, consequentemente, pode fazer com que as partes hostis se sentem à mesa das negociações, ajudar a levantar o bloqueio ou parar bombardeios contra os civis.

    "O povo do Iêmen pede à amistosa Rússia para encontrar resolução do conflito iemenita dentro do país e, em seguida, apoiar o país no nível internacional e prestar ajuda humanitária, onde a Rússia desempenha papel-chave", declarou o especialista à Sputnik Árabe.

    É necessário fazê-lo imediatamente, pois é possível que o comando do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) seja transportado para o país — que ameaça a tornar o Iêmen na segunda Síria'.

    Segundo o especialista político, Rússia está conduzindo a política equilibrada no Oriente Médio, prestando maior influência à situação atual. Por exemplo, desempenhou um papel crucial na guerra contra o terrorismo na Síria, que atinge todo o mundo árabe. A situação no Iêmen é distinguida profundamente pelas condições humanitárias precárias que matam tanto civis como militantes.

    Mais:

    'Rússia está preocupada com solução militar no Iêmen e pede diálogo'
    Rússia convoca reunião do Conselho de Segurança sobre o Iêmen
    Rebeldes abatem helicóptero da coalizão árabe no Iêmen
    Ataque aéreo saudita mata 26 civis em mercado no Iêmen
    Tags:
    povo, ajuda russa, resolução pacífica, bloqueio, ajuda humanitária, crise, ameaça, bombardeio, conflito, Daesh, Iêmen, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik