20:53 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Sistema da DAM iraniana Bavar 373

    Opinião: sistema antiaéreo Bavar-373 iraniano é um sinal para EUA e Israel

    © AFP 2018 / BEHROUZ MEHRI
    Oriente Médio e África
    URL curta
    44322

    Irã está enviando um sinal sobre sua capacidade militar aos EUA e Israel quando anuncia a criação do sistema de mísseis Bavar-373, que não fica atrás do S-300 russo, acredita o analista militar russo Aleksandr Perendzhiev.

    Segundo a agência iraquiana Tasnim, o comandante do exército do Irã Attaollah Salehi comunicou que Irã produz uma quantidade suficiente de material bélico e no futuro aspira a criar armamentos melhores do que os análogos mundiais. Ele acrescentou também que o sistema de mísseis iraniano ultrapassa o análogo russo S-300.

    Anteriormente, o comandante da base iraniana de defesa antiaérea Farzad Esmaili declarou que o sistema Bavar-373 de produção iraniana passou nos testes e demonstrou suas capacidades.

    "O Irã, com o anúncio sobre a criação e testes do novo sistema Bavar-373, que não cede ao S-300 russo, está enviando um sinal de sua prontidão militar para os EUA e Israel e também eleva o espírito do exército e do povo", comunicou na sexta (10) à Sputnik o analista Perendzhiev.

    Ele acredita que as declarações dos militares iranianos sobre o Bavar-373 têm um caráter político.

    "Quando os iranianos avançam em qualquer área, eles habitualmente não anunciam isso para todo o mundo. Neste caso, isto é, primeiramente, uma resposta às declarações anti-iranianas do presidente dos EUA Donald Trump. Entretanto, Israel é avisado que a sua aviação militar não conseguirá atacar impunemente objetivos iranianos", pensa o analista político russo.

    Exercícios de sistemas de mísseis Fateh, Irã, 2012 (foto de arquivo)
    © AFP 2018 / ARASH KHAMOUSHI / ISNA NEWS AGENCY
    Ele acrescentou que os militares iranianos comparam seus novos sistemas antiaéreos exclusivamente com os análogos russos.

    "Eles comparam o seu equipamento militar com análogos russos, não com os americanos ou de qualquer outro país. Isso mostra mais uma vez a superioridade das nossas armas a nível mundial", concluiu Perendzhiev.

    O contrato de fornecimento de S-300 foi assinado com a Rússia em 2007, mas foi adiado devido à aprovação da resolução 1929 da ONU, em 9 de junho de 2010, que proibiu o fornecimento de armamentos ao Irã. Em meados de dezembro de 2016, o embaixador do Irã na Rússia Mehdi Sanai comunicou que a Rússia tinha completado os fornecimentos de S-300 ao Irã.

    Mais:

    Tensões ao rubro: França, EUA e Reino Unido simulam ataque naval contra Irã
    EUA e Arábia Saudita defendem 'aplicação estrita' do acordo nuclear com Irã
    Tags:
    equipamento militar, capacidade, testes, sistema de mísseis, armamentos, material bélico, produção, exército, Bavar-373, Israel, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik