16:05 26 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    691815
    Nos siga no

    O comandante da Força Aeroespacial da Guarda Revolucionária Iraniana afirmou hoje que o seu país decidiu adiar o lançamento de um foguete temendo ameaças diretas de Washington.

    Irã teste míssil de médio alcance S-200 na costa do golfo Pérsico
    © AP Photo / Amir Kholousi, ISNA
    Nesta quinta-feira, Teerã anunciou a realização de um teste com o novo míssil balístico "Hormuz-2", projetado para atingir alvos navais a uma distância de até 300 quilômetros. De acordo com o general de brigada Amir Ali Hajizadeh, havia sido preparado também o lançamento de um foguete com satélites para uso civil, mas o evento acabou sendo cancelado devido a possíveis ameaças dos Estados Unidos.

    No final de janeiro, quando o país realizou outro teste com míssil balístico, Washington afirmou, em tom de ameaça, que Teerã estaria violando resoluções das Nações Unidas e disse que os iranianos precisavam abrir mão de qualquer atividade ligada a mísseis com capacidades nucleares. Na ocasião, o presidente americano, Donald Trump, advertiu formalmente o Irã e criticou o acordo nuclear firmado entre a república islâmica e os países do grupo conhecido como P5+1, mas não especificou que medidas o seu governo poderia adotar como resposta a essa suposta violação. 

    Mais:

    Irã apresenta helicóptero multifuncional Saba-248
    Netanyahu culpa Irã por 80% dos problemas de segurança de Israel
    Bahrein alega ter descoberto célula terrorista com ligações no Irã
    Irã destrói inimigo condicional com S-300 russo
    Irã testa torpedo inteligente no último dia de exercícios navais (VÍDEO)
    Tags:
    satélite, foguete, P5+1, Amir Ali Hajizadeh, EUA, Teerã, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar