08:22 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    719
    Nos siga no

    Uma terrorista do Daesh bateu com chicote em uma mulher por desobediência.

    Uma fonte local revelou à Sputnik Árabe que uma mulher da assim chamada "Polícia moral" do Daesh, de origem marroquin, pediu à mulher de maneira grosseira para que esta cobrisse com uma manta os seus olhos demasiado expressivos, apesar de vestir a roupa muçulmana austera que escondia todo o seu corpo e cabelo.

    A síria, proveniente da cidade de Al-Bukamal na fronteira com o Iraque, recusou-se a obedecer e respondeu sem conter as emoções: "Volte para o Marrocos, aqui vivem pessoas crentes". Em resposta, a terrorista do Daesh chamou um veículo especial e prendeu a mulher junto com o filho dela.

    Como punição, ela recebeu 300 chicotadas. Durante o espancamento, a terrorista marroquina repetia: "Essa será uma lição para todas as mulheres do 'califado'".

    As mulheres do Daesh ganharam fama por praticar crimes violentos contra os civis. Notícias sobre suas repressões vêm regularmente da Síria, da província de Anbar e dos últimos baluartes do Daesh no norte do Iraque.

    Mais:

    Pentágono: Líderes do Daesh retiram operações de Raqqa
    Crianças-bombas: trágico destino dos yazidis sequestrados pelo Daesh
    Tags:
    califado, mulher, terrorista, cabelos, corpo, chicotadas, Daesh, Marrocos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar