14:28 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Forças da Turquia e do Exército Lívre da Síria atuando nos arredores da cidade síria de Al-Bab

    Qual será a tática das Forças Armadas turcas em uma eventual operação em Raqqa?

    © REUTERS / Khalil Ashawi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 17

    Caso seja necessário realizar operação antiterrorista na cidade síria de Raqqa, o exército turco vai recorrer à mesma tática usada em Al-Bab, informou o primeiro-ministro turco Binali Yildirim.

    Soldados do Estado Islâmico em parada na cidade de Raqqa, Síria
    © AP Photo / Raqqa Media Center of the Islamic State group
    "No norte da Síria se encontram unidades das Forças Armadas turcas que apoiam destacamentos do Exército Livre da Síria que está realizando uma ofensiva. A mesma tática pode ser usada contra o grupo terrorista Daesh em Raqqa também", declarou Yildirim, citado pela agência Anadolu.

    Ainda segundo o primeiro-ministro, a situação em Al-Bab está sob controle, mas a limpeza de quarteirões dos terroristas continua.

    "Uma rede de túneis está situada debaixo da cidade. Suicidas atuam. Mas as vias de apoio de terroristas estão completamente bloqueadas, o que é o mais importante", frisou Yildirim.

    Segundo ele, a Turquia está pronta para prosseguir com a operação Escudo do Eufrates na Síria após a limpeza total de Al-Bab:

    "A principal condição para isso seria a renúncia dos EUA de cooperar com estruturas terroristas contra outras", ressaltou Yildirim.

    De acordo com o primeiro-ministro, a Turquia planeja libertar a cidade de Manbij.

    "Antes, os EUA prometeram à Turquia que os terroristas das Unidades de Proteção Popular (YPG) seriam retirados desta cidade, mas não cumpriram a palavra", observou Yildirim.

    O Exército da Turquia começou a operação Escudo do Eufrates contra o Daesh em 24 de agosto de 2016, tendo libertado a cidade fronteiriça de Jarablus, no norte da Síria, com a participação da oposição síria. O principal objetivo da missão é eliminar os terroristas que dominam uma área de cinco mil quilômetros quadrados, para criação de uma zona segura, que será usada também para instalação de refugiados.

    Mais:

    Após Mossul, não haverá Raqqa: por que previsão otimista de Hollande não deu certo?
    Exército turco planeja alcançar seu próximo objetivo – Raqqa
    Continua ofensiva contra Daesh: curdos libertam 3 aldeias próximas de Raqqa
    Tags:
    limpeza, terroristas, ofensiva, Escudo do Eufrates, Exército Livre da Síria, Daesh, Anadolu, Binali Yildirim, Manbij, Raqqa, Al-Bab, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar