17:07 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Astana, capital do Cazaquistão

    Delegações da Turquia e da oposição síria chegam a Astana para conversações de paz

    © flickr.com / Ken & Nyetta
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 51
    Nos siga no

    Os membros restantes das delegações da Turquia e da oposição síria chegaram em Astana para participar de consultas sobre a resolução do conflito no Iraque, informou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Cazaquistão, Anuar Zhainakov.

    "Posso confirmar que os representantes da oposição armada chegaram a Astana", disse Zhainakov.

    Ele acrescentou que o resto da delegação turca também chegou à capital do Cazaquistão. O atrasado das duas delegações causou o adiamento da primeira reunião,  que seria realizada ontem (15).

    Mais cedo, uma fonte próxima ao processo de negociação informou à Sputnik que o chefe da delegação da oposição, Mohamed Alus da facção Jaysh al-Islam, tinha também desembarcado em Astana para participar nas negociações.

    O Ministério das Relações Exteriores do Cazaquistão informou que a sessão plenária do encontro internacional sobre a Síria começará às 12h00 de Astana (4h da manhã no horário de Brasília) de hoje.

    Além dos co-patrocinadores do processo de paz — Rússia, Irã e Turquia-, representantes do governo sírio e da oposição armada, bem como representantes da ONU, Estados Unidos e Jordânia participarão das negociações. A primeira rodada de consultas sobre a Síria, em Astana, aconteceu nos dias 23 e 24 de Janeiro. Uma nova reunião de negociações sírias em Genebra sob os auspícios da ONU está marcada para 23 de fevereiro pela primeira vez desde abril de 2016.

    Mais:

    Jordânia se unirá à Rússia, Irã e Turquia nas negociações sobre a Síria em Astana
    Lavrov e Zarif: Astana é plataforma eficiente de diálogo entre Damasco e oposição armada
    Tags:
    Jaysh al-Islam, Sputnik, ONU, Ministério das Relações Exteriores do Cazaquistão, Anuar Zhainakov, Mohamed Alus, Suíça, Genebra, Jordânia, Estados Unidos, Astana, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar