14:59 29 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 131
    Nos siga no

    Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia, declarou que o objetivo final dos militares turcos na Síria é não apenas libertar a cidade de Al-Bab dos jihadistas, mas também assumir o controle da área fronteiriça, inclusive da cidade de Raqqa, comunicou a Reuters.

    Mais cedo o presidente turco havia declarado que as tropas turcas já estavam no centro da cidade de Al-Bab e que a conquista da cidade "é apenas uma questão de tempo".

    "O objetivo final é libertar uma área de 5 mil km2", cita a Reuters palavras de Erdogan.

    No entanto, Ahmet Yavuz, major-general das Forças Armadas turcas reformado, ex-adido militar da embaixada turca na França, sublinhou, falando para a Sputnik Turquia, que a área de Raqqa é muito perigosa para exército turco em termos da participação da operação militar.

    "Raqqa me parece o ponto mais perigoso. A operação de libertação desta cidade pode se tornar um ‘pântano' no qual as tropas turcas podem se atolar por um prazo desconhecido, com consequências graves para elas mesmas", declara ex-militar turco.

    Ele considera que a Turquia não deve participar desta operação, porque o objetivo era criar um "escudo" de segurança na fronteira e impedir a formação do corredor curdo. Ahmet Yavuz sublinha que, nas condições atuais, não se sabe o que seria mais fácil: entrar em Raqqa ou deixá-la sem se envolver em combates. Ele acrescenta que é muito importante que a Turquia apoie as tropas governamentais sírias.

    "Desta operação pode participar a Força Aérea ou até destacamentos especiais. Mas a participação das tropas terrestres pode levar a problemas […] Em Al-Bab a Turquia não enfrentou uma reação negativa da população local, mas a leste do Eufrates a estrutura social é outra. Acredito que não é correto assumir mais responsabilidades no âmbito da operação terrestre sem saber a situação atual em Manbij. A Turquia tem que avaliar as suas forças com mais cuidado", concluiu Ahmet Yavuz.

    Tags:
    libertação, militar, operação, Recep Tayyip Erdogan, Raqqa, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar