09:22 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Operação militar no Iêmen

    Militares norte-americanos revelam objetivo secreto da operação no Iêmen

    © AP Photo / Hani Mohammed
    Oriente Médio e África
    URL curta
    685

    O emir da organização terrorista Al-Qaeda na península Arábica, Qasim al-Raymi, era o alvo secreto da operação conduzida no Iêmen pelas forças especiais norte-americanas no fim de janeiro.

    Segundo o canal NBC que cita fontes militares, o emir, o terceiro terrorista mais perigoso do mundo, ainda não foi preso ou eliminado. Qasim al-Raymi continua no Iêmen, acreditam os militares.

    No domingo (5), al-Raymi publicou um vídeo em que disse que "o homem na Casa Branca recebeu uma bofetada no início do seu caminho". Segundo o canal de TV, o vídeo tem a ver com a operação realizada pelas forças especiais em 29 de janeiro.

    Segundo o NBC, não está claro se al-Raymi se encontrava no acampamento da Al-Qaeda durante o raid e conseguiu fugir ou se foi advertido e estava em outro lugar.

    As forças especiais do exército norte-americano realizaram em 29 de janeiro uma operação conta a Al-Qaeda na península Arábica que eliminou 14 extremistas, incluindo dois especialistas em armas, e matou um militar norte-americano.

    Mais:

    EUA admitem que civis 'provavelmente' foram mortos em ataque no Iêmen - inclusive crianças
    Ataques aéreos dos EUA matam 5 membros da Al-Qaeda no Iêmen
    Egito aumenta participação militar no conflito do Iêmen
    Tags:
    Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA), Al-Qaeda, Qasim al-Raymi, Donald Trump, EUA, Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik