15:45 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu

    Israel aprova construção de 3.000 novos assentamentos na Cisjordânia ocupada

    © AFP 2018 / SEBASTIAN SCHEINER
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2273

    O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu aprovou hoje (31) a construção de mais de 3.000 novos assentamentos no território da Cisjordânia, além das 2.500 unidades recentemente aprovadas.

    "Eu e o ministro da Defesa [Avigdor Lieberman] autorizamos a construção de mais de 3.000 novas unidades habitacionais na Judeia e Samaria", escreveu Netanyahu em sua conta no Twitter.

    No início de janeiro, as autoridades israelenses aprovaram a construção de 2.500 unidades de habitação na Cisjordânia ocupada, apesar da resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas, em dezembro, que exortava Israel a cessar imediata e completamente todas as atividades de assentamento na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental.

    Mais de 500 mil colonos judeus vivem na Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental, segundo dados da ONU. Os assentamentos são considerados ilegais pelas Nações Unidas, e o território da Cisjordânia é considerado território ocupado pelo Tribunal Internacional de Justiça. 

    A Cisjordânia está ocupada por Israel desde 1967. 

    Mais:

    Obama: assentamentos de Israel impossibilitam a solução do conflito com Palestina
    Netanyahu: Resolução da ONU contra assentamentos de Israel foi 'vergonhosa'
    Tags:
    resolução, ocupação, assentamentos, ONU, Avigdor Lieberman, Benjamin Netanyahu, Jerusalém Oriental, Cisjordânia, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik