20:23 18 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Combatentes curdos Peshmerga observam região próxima a Bashiqa, a 25 km de Mossul

    Militares iraquianos encontraram cova coletiva com idosos e crianças em Mossul

    © AFP 2018 / SAFIN HAMED
    Oriente Médio e África
    URL curta
    914

    Militares do Iraque descobriram uma cova coletiva com 27 corpos, inclusive de idosos e de crianças, em um dos bairros libertados no norte de Mossul, informou a TV estatal do país, citando fontes no exército.

    As tropas do governo iraquiano conseguiram liberar completamente a região Leste de Mossul de combatentes do grupo terrorista Daesh. A operação na cidade continua desde outubro de 2016, com apoio da coalizão, liderada pelos EUA.

    "As tropas do exército encontraram covas coletivas nos arredores do bairro de Al-Qubba, com 27 corpos de idosos, jovens e crianças. Há sinais de tortura", informou a fonte.

    Segundo o interlocutor da TV iraquiana, os documentos dos mortos foram enterrados na mesma cova, o que permitiu a devolução dos restos mortais aos parentes, para realização de cultos funerários.

    Durante os anos de atividade do Daesh, o exército iraquiano vem encontrando covas coletivas em áreas controladas pelos jihadistas. O grupo terrorista tem realizado assassinatos em massa, mas o número exato de suas vítimas ainda é inconclusivo.

    Mais:

    Opinião: valas comuns em Aleppo confirmaram que Daesh e a oposição são iguais
    Valas comuns de dezenas de sírios torturados descobertos em Aleppo
    Corpos de 1.700 soldados iraquianos podem estar em valas coletivas em Tikrit
    Tags:
    covas coletivas, Daesh, Al-Qubba, Iraque, Mossul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik