22:39 23 Abril 2017
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Palestina.

    Rússia faz de tudo para que diálogo entre Israel e Palestina aconteça

    © AP Photo/ Majdi Mohammed
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1398033

    A Rússia fará o máximo possível para que o diálogo direto palestino-israelense aconteça, anunciou o chanceler russo, Sergei Lavrov.

    Segundo ele, as negociações entre Palestina e Israel continuam congeladas há mais de um ano. 

    Lavrov se reuniu com Saeb Erekat, secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) e fez a seguinte declaração:

    "Faremos de tudo para dar um impulso nas negociações substanciais diretas entre Palestina e Israel."

    Lavrov reiterou a prontidão da Rússia em acolher a reunião entre o presidente palestino, Mahmoud Abbas, e o premiê israelense, Benjamin Netanyahu.

    "Estávamos dispostos a organizar um encontro entre os líderes de Israel e Palestina em setembro do ano passado e continuamos dispostos a fazer isso assim que ambas as partes estejam prontas", destacou o chefe da diplomacia russa.

    Ao mesmo tempo, Lavrov apontou que os extremistas aproveitam a falta de consultas substanciais, algo comprovado com a realização do atentado ocorrido em Jerusalém no dia 8 de janeiro.

    Na sequência do ataque, pelo menos quatro pessoas foram mortas e 15 ficaram feridas. Um homem não identificado atropelou uma multidão em um caminhão na Cidade Antiga de Jerusalém. O motorista responsável pela barbaridade foi eliminado por militares.

    Mais:

    Putin e Netanyahu discutem crise síria e conflito entre Israel e Palestina
    Presidente da Palestina diz que paz com Israel é alcançável
    Tags:
    consultas, atentado, reunião, negociações de paz, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, OLP, Sergei Lavrov, Saeb Erekat, Benjamin Netanyahu, Mahmoud Abbas, Jerusalém, Rússia, Israel, Palestina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik