13:06 19 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Membro das tropas governamentais hasteia uma bandeira da Síria em Aleppo

    Chancelaria russa: terroristas 'usam todas as cartas' para violar cessar-fogo na Síria

    © REUTERS / Omar Sanadiki
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11131

    Os terroristas do Daesh e da Frente al-Nusra estão "usando todas as cartas" a fim de violar o regime do cessar-fogo na Síria, informou a representante oficial da chancelaria russa, Maria Zakharova, na quinta-feira (12), durante um briefing.

    Com o início do cessar-fogo no ano passado, a situação na Síria vem demonstrando sinais de melhora, sublinhou.

    Moscou espera que a reunião dedicada à solução da crise síria, que será realizada em Astana, capital do Cazaquistão, em 23 de janeiro, seja "um novo marco no caminho à paz na Síria", destacou Zakharova.

    "Esperamos que o encontro a respeito da solução na Síria, programado para esta data, seja um novo marco no caminho à paz na Síria e impulsione significativamente as partes sírias em relação às novas conversações de 8 de fevereiro em Genebra", comunicou.

    A representante oficial da diplomacia russa lamenta por alguns países continuarem tentando politizar a questão do uso de armas químicas na Síria para "derrubar" o presidente Bashar Assad.

    "Após a cessação de hostilidades, em 30 de dezembro de 2016, através da cooperação entre a Rússia e a Turquia, houve sinais de melhora da situação", ressaltou Zakharova aos jornalistas.

    Segundo ela, "o cessar-fogo é mantido em todo o país, inclusive no sul, onde grupos, que na sua maioria não participaram das negociações em Ancara de dezembro de 2016, estão ativos".

    "Tentativas incessantes dos assim chamados amigos-inimigos da Síria, que estão se tornando insanas, de politizar a situação em torno do dossiê químico da Síria a fim de derrubar o governo do [presidente Bashar] Assad, são profundamente lamentáveis", assinalou Zakharova.

    "Esperamos que os esforços para alcançar solução política [na Síria] sejam eficientes", expressou a diplomata russa.

    Em 31 de dezembro, o Conselho de Segurança da ONU aprovou por unanimidade resolução de apoio ao cessar-fogo na Síria. O projeto de resolução foi apresentado pela Rússia ao Conselho de Segurança da ONU. As negociações em Astana serão realizadas após a autorização da ONU em Genebra em fevereiro deste ano.

    Mais:

    Ministério da Defesa desmente reforço do grupo militar russo na Síria
    Coalizão atua clandestinamente na Síria para evitar responsabilidade por morte de civis
    Tags:
    armas químicas, politização, cessar-fogo, terroristas, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Frente al-Nusra, Daesh, Maria Zakharova, Astana, Cazaquistão, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik