04:45 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Caças F-16 dos EUA na base aérea de Incirlik

    Poderão os EUA encontrar alternativa à base militar Incirlik?

    © AFP 2019 / Tarik Tinazay
    Oriente Médio e África
    URL curta
    250

    A sociedade turca está discutindo ativamente a possibilidade de fechamento da base de Incirlik pelas autoridades turcas à coalizão internacional encabeçada pelos EUA.

    A discussão se reiniciou após uma série de declarações nesse sentido por parte da liderança da Turquia, que está muito descontente com a falta de ajuda por parte dos EUA na operação pela libertação de Al-Bab. Neste contexto surge a questão se os EUA poderão encontrar uma alternativa à base de Incirlik em caso de seu fechamento à coalizão.

    Segundo a opinião do general de brigada aposentado da Força Aérea da Turquia Ali Er, que ele compartilhou com a Sputnik Turquia, isto não vai ser tão fácil por causa da presença de armas nucleares no território da base e devido à tensão nas relações entre uma série de países.

    "Não acho lógica a criação pelos EUA de instalações ou de uma base no território do Curdistão Iraquiano, Qatar, Arábia Saudita ou Jordânia, que represente uma alternativa a Incirlik. O papel estratégico de Incirlik para os EUA é por causa de sua localização – dentro do território de um país-membro da OTAN", informou Ali Er, acrescentando que este fato permite instalar aí certos elementos nucleares, se for necessário.

    Hipoteticamente, segundo Ali Er, a alternativa poderia ser apenas uma base num país-membro da OTAN que não fique longe (como por exemplo, a Grécia), mas para ele isso é pouco provável que os EUA escolham a Grécia, porque assim poderiam fazer aumentar a tensão entre Turquia e Grécia.

    "Entretanto, não acho que os EUA iniciem brevemente o processo de criação de uma base que possa ser alternativa completa a Incirlik, porque isso vai levar à intensificação da tensão nas relações com a Rússia", adiantou Er, tendo em conta outra variante alternativa – formar uma base na Romênia.

    Os EUA estão intensificando sua presença na Romênia, porque este país fica perto da Rússia, tem saída para o mar Negro e assim se pode pressionar a Turquia. Mas, tendo em conta que esta variante pode provocar uma reação forte por parte da Rússia, ela se torna, segundo Ali Er, inviável para os EUA.

    Mais:

    'Países que não combatem Daesh não podem ficar na base Incirlik'
    Casa Branca: Turquia prejudica a si mesma colocando em questão uso da base Incirlik
    Tags:
    criação, tensão, armas nucleares, fechamento, base aérea, OTAN, Força Aérea, Romênia, Incirlik, EUA, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar