14:38 03 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1285
    Nos siga no

    O Canal 10 da televisão israelense revelou que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu usou repetidamente as suas relações com o secretário de Estado, John Kerry, para que fosse emitido um visto de residência nos Estados Unidos para Anon Milchan, um amigo próximo de premiê israelense.

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, durante discurso na Assembleia Geral da ONU, nesta quinta-feira, 1 de outubro de 2015
    © AFP 2020 / TIMOTHY A. CLARY
    Milchan, que possui somente o passaporte de Israel, figura no centro de uma investigação policial para determinar se os seus favores e presentes para Netanyahu ao longo dos ano teriam violado as leis de Israel e se constituem um crime.

    Esta semana, Netanyahu foi interrogado por mais de cinco horas pela unidade policial anti-corrupção apenas para determinar o caráter de sua ligação com Milchan.

    De acordo com o Canal 10, quando Milchan precisou renovar seu visto nos Estados Unidos, verificou-se que ele estava envolvido em um empreendimento nuclear obscuro relacionado a Israel.

    Naquela época Milchan solicitou ajuda a Netanyahu, que intermediou o processo diretamente com Kerry.

    Durante 2014, Netanyahu pediu a Kerry três vezes para resolver o problema e, finalmente, as autoridades dos EUA concederam um visto de dez anos a Milchan.

    Segundo informação da imprensa hebraica, a polícia estimou que Milchan ofereceu a Netanyahu ao longo de muitos anos bebidas de luxo e charutos exclusivos no valor de mais de US$100.000.

    Aparentemente, a polícia está tentando determinar se existe uma relação direta entre os favores de Netanyahu a Milchan e os presentes.

    Mais:

    Justiça de Israel abrirá investigação criminal contra Benjamin Netanyahu
    Tags:
    investigação, corrupção, Anon Milchan, John Kerry, Benjamin Netanyahu, EUA, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar