22:53 25 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14111
    Nos siga no

    Informação consta no último boletim do Centro para a Reconciliação na Síria russo e atribui a responsabilidade pelos ataques a grupos de oposição.

    Trinta ataques foram registrados nas últimas 24 horas nas cidades sírias de Damasco, Aleppo, Hama, Latakia e Daraa, informou o Centro para a Reconciliação na Síria russo. O boletim foi publicado no site do Ministério da Defesa da Rússia.

    Segundo o centro, Damasco registrou a maior parte dos ataques — foram 20 — onde o grupo de oposição "Jaish al-Islam" disparou morteiros e fez uso de armas pequenas. Já o segundo grupo "Ahrar al-Sham" teria disparado morteiros nas cidades de Aleppo e Hashhasha, na província de Latakia.

    Já o Frente Fateh al-Sham (anteriormente conhecido como Frente al-Nusra, proibida na Rússia e vários outros países) utilizou veículos aéreos não-tripulados equipados com explosivos, morteiros e armas de fogo contra os quartéis de Ashrafiya, Leramon, Shurfa, Ansari e Jamariya Harb al-Zahraa na cidade de Aleppo.

    "As Forças Aeroespaciais Russas e a Força Aérea da Síria não fizeram ataques contra as formações armadas da oposição, que seguem o regime de cessar-fogo e informaram os centros russos ou americanos para a reconciliação sobre sua localização", finaliza o comunicado.

    Mais:

    Homens-bomba do Daesh matam milicianos curdos no norte da Síria
    Homem-bomba deixa cinco mortos na cidade síria de Qamishli
    Tags:
    Frente al-Nusra, Frente Fatah al-Sham, Jaish al-Islam, Ahrar al-Sham, Ministério da Defesa (Rússia), Centro para a Reconciliação na Síria russo, Hashhasha, Jamariya Harb al-Zahraa, Ansari, Shurfa, Leramon, Ashrafiya, Daraa, Latakia, Hama, Aleppo, Damasco
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar