06:18 18 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Membro de milícias curdas na cidade síria Ain Issi, 50 km ao norte de Raqqa

    Cientista político: Europa sofrerá do Daesh até Raqqa ser tomada

    © AFP 2019 / DELIL SOULEIMAN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    114
    Nos siga no

    Os ataques contra os países europeus realizados pelo Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países) continuarão enquanto a cidade de Raqqa na Síria permanecer o centro de comando operacional dos terroristas.

    Essa opinião foi exposta pelo professor do Instituto de Ciências Políticas de Paris e especialista em Oriente Médio, Jean-Pierre Filiu.

    "Enquanto Raqqa permanecer o centro de comando operacional dos ataques terroristas do Daesh, a Europa irá sofrer cada vez mais. Com os EUA presos em Mossul [no Iraque, maior baluarte de terroristas na região] e os russos 'limpando' Aleppo [Síria], parece que o Daesh vai ficar confortavelmente em Raqqa por algum tempo", escreve Filiu no artigo publicado pela edição europeia do jornal Politico.

    Segundo Filiu, os principais objetivos do Daesh na Europa são a França e a Alemanha, "a França porque é a casa das maiores comunidades de judeus e muçulmanos e a Alemanha por causa das suas portas abertas a imigrantes da Síria e do Iraque…"

    Durante a primeira etapa da operação para libertação da cidade de Raqqa, iniciada em 5 de outubro, o Daesh teve que abandonar 60 povoações, um território de 700 quilômetros quadrados com diversos pontos elevados estratégicos. A segunda etapa, que começou em 10 de dezembro, conta com 1500 combatentes árabes oriundos de Raqqa. Atualmente, nos arredores ocidentais de Raqqa estão decorrendo combates intensos entre as Forças Democráticas da Síria (SDF) e terroristas do Daesh.

    Mais:

    Bombardeios da coalizão liderada pelos EUA matam 20 civis sírios em Raqqa
    EUA anunciam criação de grupo rebelde de elite para combater em Raqqa
    Tags:
    imigrantes, muçulmanos, judeus, terroristas, Politico, Forças Democráticas da Síria, Daesh, Aleppo, Europa, Oriente Médio, EUA, Mossul, Iraque, Síria, Raqqa, Alemanha, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar