03:16 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Uma bandeira síria improvisada em um bairro da zona leste de Aleppo libertado pelo exército nacional, em 13 de dezembro de 2016

    Opinião: importância da aliança Rússia-Irã na Síria cresce diariamente

    © Sputnik / Mikhail Alaeddin
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14331
    Nos siga no

    Especialista norte-americano acredita que, enquanto a importância da Rússia e do Irã na Síria vai aumentando, o papel desempenhado pelos EUA diminui.

    O presidente-eleito dos Estados Unidos Donald Trump e a sua equipe de transição consideram que a ausência dos EUA nas negociações sobre a Síria em Moscou é um dos fracassos da atual administração norte-americana e de Barack Obama em particular na política externa.

    Esta opinião foi expressa no canal Fox News pelo republicano Newt Gingrich, ex-presidente da Câmara dos Representantes do Congresso dos EUA.

    "Acho que Trump compreende o fracasso completo da estratégia na política externa de Obama — Kerry — Clinton nesta região. Em Moscou foram realizadas negociações com participação da Turquia, que é um país aliado da nossa OTAN por quase 50 anos. O Irã e a Rússia decidem realizar negociações sobre a Síria sem nenhuma contribuição da América [do Norte]", disse.

    Gingrich sublinhou também que atualmente os EUA estão em um beco sem saída e é por isso que deverão rever e analisar suas ações.

    Outro especialista, o cientista político iraniano Alireza Rezakhah, considera tais declarações de prova clara de que os EUA estão perdendo a sua autoridade de grande potência mundial na arena internacional, no pano de fundo do aumento da importância da aliança russo-iraniana no combate ao terrorismo na Síria.

    "Acho que, pela primeira vez, nós somos testemunhas não só da diminuição da influência e fracasso da política dos EUA na região do Oriente Médio. Nós estamos vendo como o poderio dos EUA está diminuindo e a sua política na região da Síria está sofrendo um fiasco em seu todo", sublinhou.

    Falando com a Sputnik Persa o especialista explicou:

    "Os EUA têm uma influência séria na arena internacional, tentam dar os passos que eles consideram importantes em ambas as frentes política e militar. Mas, com a passagem do tempo, tornou-se claro que essas medidas e esses passos estão infrutíferos e ineficazes, especialmente na questão da luta contra o terrorismo na Síria".

    O especialista iraniano acredita que a razão para a falta de eficácia norte-americana na Síria é o uso de duplos padrões.

    "Eles durante todo este tempo só 'têm feito de conta' que estão liquidando terroristas", declarou.

    Ao mesmo tempo, o Irã e a Rússia como dois aliados estratégicos, têm apoiado o governo sírio, falando sobre a necessidade de dar ao povo da Síria a possibilidade de determinar o seu futuro, acredita Rezakhah.

    Tags:
    duplos padrões, terrorismo, Irã, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar