02:20 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Jihadistas do grupo terrorista Daesh

    Mais brutalidade: Daesh divulga vídeo mostrando dois soldados turcos queimados vivos

    © flickr.com/ Day Donaldson
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11418
    Nos siga no

    Imagens mostram os militares em jaulas, amarrados com cordas e fusíveis.

    O Daesh (popularmente conhecido como Estado Islâmico, organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) divulgou hoje um vídeo mostrando dois homens sendo queimados vivos. O grupo afirmou se tratar de dois soldados turcos.

    A Sputnik teve acesso às imagens, mas não vai divulgá-las por princípios éticos. As imagens mostram os dois homens de uniforme trancados em uma jaula. Amarrados pelo pescoço e pelas mãos em cordas com fusíveis, os dois soldados veem as chamas aproximarem-se depois de o militante do Daesh atiçar fogo contra os dois.

    No mês passado, o Exército turco perdeu o contato com seus dois soldados na Síria. A agência de notícias ligada Daesh, Amaq, já havia anunciado o sequestro de ambos os militares.

    A ação seria uma retaliação aos ataques feitos por Ancara no combate ao grupo terrorista. Ontem, 14 soldados turcos morreram e outros 33 ficaram feridos em confrontos com o Daesh, de acordo com o Exército da Turquia. O número de baixas foi o mais alto em um dia desde que as forças turcas começaram a operar na Síria em agosto.


    Mais:

    Apesar da ameaça de morte, mulheres de Mossul se unem para lutar contra Daesh
    Pentágono anuncia o fim da operação contra Daesh na Líbia
    Daesh tenta promover morte 'bacana' de refugiados que sofrem crise de identidade
    Casa Branca indica próximos passos do Daesh no Norte da África
    Tags:
    Amaq, Estado Islâmico, Exército da Turquia, Daesh, Rússia, Síria, Ancara
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar