05:43 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Um bombardeiro estratégico Tu-22, da Força Aeroespacial da Rússia, durante a operação na Síria

    Pentágono: EUA e Rússia discutem segurança dos voos na Síria

    Ministério da Defesa da Federação da Rússia
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6156002

    EUA e Rússia realizaram uma videoconferência sobre segurança dos voos na Síria, segundo comunicado divulgado pelo porta-voz do Pentágono, Peter Cook.

    "Essa foi mais uma sessão do nosso diálogo com o ministério da Defesa russo, no âmbito do memorando de entendimento sobre segurança de voos na Síria, que visa garantir que cada parte se atenha a medidas acordadas, de modo a prevenir incidentes no espaço aéreo sírio", declarou Cook.

    O memorando de entendimento sobre prevenção de incidentes e garantia de segurança dos voos durante operações realizados no espaço aéreo da Síria, assinado pelos ministérios da Defesa da Rússia e dos EUA, entrou em vigor no dia 20 de outubro de 2015.

    Desde 30 de setembro de 2015, por solicitação do presidente sírio Bashar Assad, a Rússia realiza ataques aéreos contra posições dos terroristas na Síria. Os EUA e aliados, desde 2014, realizam operações militares contra Daesh na Síria e no Iraque. As operações norte-americanas na Síria são realizadas sem consentimento das autoridades do país. Rússia, por outro lado, age a pedido de Damasco. Apesar disso, Washington se recusa a coordenar suas ações no combate ao Daesh com a Rússia, apesar de inúmeras propostas nesse sentido de Moscou.

    Mais:

    Moscou: Rússia e EUA jamais interromperam contato sobre Síria
    Pentágono recomenda ao presidente dos EUA não coordenar ações na Síria com Rússia
    EUA não deram à Rússia nenhuma informação sobre terroristas na Síria
    Rússia mantém um diálogo permanente com os EUA sobre a Síria, diz Dmitry Medvedev
    Rússia: EUA e parceiros provocam mortes em massa na Síria desde 2015
    Tags:
    coordenação, espaço aéreo, Pentágono, Peter Cook, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik