03:50 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldado sobre ruínas de hospital russo atacado por terroristas em Aleppo

    'Assassinato do embaixador russo foi um ato de desespero dos terroristas'

    © AFP 2017/ George Ourfalian
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Embaixador russo assassinado na Turquia (48)
    51095110

    O assassinato do embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, significa que os terroristas sofreram tal derrota que se decidiram a um ato de desespero.

    Esta é a opinião de Rahman Hariri, especialista em Oriente Médio da Universidade de Teerã, que ele expressou em entrevista à Sputnik Persa. Segundo disse, os jihadistas levam a cabo atos de terror porque estão em agonia.

     "O atentado terrorista que resultou na morte do embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, — é um ato de desespero dos terroristas que já não têm o controle de Aleppo. Eles realizaram esse ataque em estado de agonia, de raiva, mas este incidente trágico não irá abalar a confiança daqueles que estão combatendo o terrorismo", opina o especialista.

    Lembramos que na segunda-feira (19), o embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov foi morto a tiro pelo policial turco Mevlut Mert Altintas em Ancara. Três outras pessoas foram feridas no ataque. A chancelaria russa afirmou que considera o incidente um atentado terrorista.

    Entretanto, o interlocutor da Sputnik afirmou que "a libertação de Aleppo pode ser considerada um sucesso coletivo do Irã e da Rússia. Parece que Vladimir Putin planejou remover os terroristas de Aleppo antes da tomada de posse do novo presidente eleito dos EUA, Donald Trump. Consequentemente, a Rússia e os seus aliados (o governo legítimo da Síria e o Irã) ficaram com a chave para resolver a crise síria e o sucessor de Obama deverá aceitar isso. Assim, a libertação de Aleppo foi parte de uma bem organizada estratégia do Kremlin".

    Tema:
    Embaixador russo assassinado na Turquia (48)

    Mais:

    Especialista: Irã respira tranquilo após reunificação da Crimeia com Rússia
    Turquia e Exército Livre da Síria bombardeiam povoados curdos
    Erdogan garante que assassino de embaixador russo tinha vínculos com opositor Gulen
    'Dói por exposição ter sido palco do assassinato do embaixador russo', lamenta organizador
    Novo eixo Moscou-Ancara-Teerã dará xeque-mate ao terrorismo
    Tags:
    embaixador russo, desesperados, terror, jihadistas, morte, terroristas, libertação, Andrei Karlov, Donald Trump, Barack Obama, Vladimir Putin, Aleppo, Teerã, Turquia, Irã, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik