12:13 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Famílias sírias recebem lote de ajuda humanitária em Aleppo

    Como centro médico russo ajuda civis perto de Aleppo

    © AFP 2017/ KARAM AL-MASRI
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Crônicas de Aleppo libertada (64)
    191

    O Ministério para Situações de Emergência russo deu detalhes sobre o funcionamento do hospital Centrospas, localizado perto de Aleppo.

    Segundo nota publicada no site do ministério, a maioria dos civis, que buscam os serviços do hospital, é composta por mulheres e crianças.

    "No total, mais de 1,4 mil pessoas foram atendidas pelos médicos do Ministério para Situações de Emergência, sendo a maioria composta por mulheres e crianças. Para a população de Aleppo, que deixou a zona de combate, sendo oferecida ajuda médica profissional. Geralmente, são atendidos casos de resfriado e desidratação por causa da fome e da falta de assistência sofridas pelos civis", diz-se o comunicado.

    De acordo com a nota do ministério, o hospital recebe muitos casos de vítimas de ferimentos graves de tiros.

    Muitas pessoas que chegam ao hospital russo não possuem documento pessoal e precisam muito da ajuda médica. A idade das crianças atendidas não supera os 16 anos; muitas mulheres chegam com bebês.

    "Os médicos do Ministério para Situações de Emergência atenderam uma mulher que deu a luz ao seu bebê há três dias. Segundo ela, a criança está com problemas na pele. De acordo com os médicos, a criança precisava simplesmente de um banho, já que não tinha sido banhada após seu nascimento. O primeiro exame ortopédico mostrou que a criança é saudável", informou o comunicado.

    De acordo com os dados divulgados, o centro conta com todos os equipamentos e pessoal necessários para atender a população.

    O hospital aeromóvel consegue funcionar livremente por pelo menos 14 dias, tratando até 200 por dia e sendo capaz de internar 50 pessoas.

    O Centrospas é capaz de prestar ajuda médica de emergência em diferentes zonas climáticas e geográficas. O hospital conta com bloco médico, quartos para funcionários, bloco higiênico e energético.

    Tema:
    Crônicas de Aleppo libertada (64)

    Mais:

    Todos os civis e maior parte de militantes saíram de Aleppo oriental
    ONU: hospital da Rússia em Aleppo seria utilizado para evacuação de feridos
    Ministério da Defesa sobre bombardeio de hospital russo: 'Foi assassinato a sangue frio'
    Tags:
    ajuda humanitária, Ministério para Situações de Emergência, Rússia, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik