01:46 06 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    533
    Nos siga no

    Arqueólogo iraniano Mohammad Naserifard descobriu desenhos rupestres perto da cidade de Khomein, no ocidente do Irã. A respectiva informação foi divulgada pelo site Asr-e Iran.

    Segundo o cientista, citado pelo site, as imagens descobertas no topo de uma colina não afectada pela civilização, foram feitas dezenas de milhares de anos atrás.

    Mesmo após ter feito a descoberta, o cientista destaca que não tem possibilidade de recolher todos os dados necessários e obter aparelhos para datar a sua descoberta devido às sanções dos EUA contra o Irã.

    ​Em 2008, as imagens foram estudadas por especialistas da Holanda e, segundo eles, os desenhos rupestres, que foram feitos na pedra usando taças, podem ter aparecido mais de 40 mil anos atrás.

    "Fiquei extremamente feliz quando descobri as imagens! São um verdadeiro tesouro!", diz o arqueólogo do Irã.

    Uma das pinturas mais marcantes é a imagem de uma cabra com chifres muito longos e recurvados que data do século XX a.C. Os especialistas acreditam que muito perto poderão ser encontradas imagens semelhantes.

    O arqueólogo iraniano está convencido que a descoberta que ele fez constituirá mais uma prova de que a arte primitiva apareceu ainda antes de o homem antigo deixar o Oriente Médio. Esta hipótese poderia ajudar a explicar por que as imagens antigas com motivos semelhantes apareceram ao mesmo tempo em lugares tão distantes como o estado norte-americano da Califórnia, Espanha e África do Sul.

    "A descoberta é extremamente importante, no mapa arqueológico há muitas lacunas e descobertas semelhantes nos ajudam a as preencher," comentou Genevieve von Petzinger, a famosa especialista na área de arte rupestre.

    ​O cientista iraniano informou que desde 2002 nas suas expedições pelas províncias do seu país ele conseguiu descobrir mais de 50 mil imagens rupestres.

    Mais:

    Descoberta prova surpreendente de que dinossauros tinham penas
    Tags:
    Irã, EUA, sanções econômicas, descoberta, arqueologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar