16:07 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Sírios evacuados das vilas sob o controle dos terroristas perto de Idlib, Aleppo, Síria, 19 de dezembro de 2016

    Militares dos EUA, Israel e Turquia tentam deixar Aleppo junto com terroristas

    © AFP 2019 / GEORGE OURFALIAN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    70689
    Nos siga no

    Muitos dos militares estrangeiros que fazem parte da oposição moderada, que estão em Aleppo oriental, tentam abandonar a cidade junto com terroristas, disse na segunda-feira (19) o representante permanente da Síria na ONU, Bashar Jaafari.

    "Muitos dos oficiais estrangeiros – militares e agentes de inteligência, instalados na parte oriental de Aleppo, tentam abandonar o seu buluarte, juntamente com grupos terroristas", disse Jaafari aos jornalistas.

    O representante listou nomes e nacionalidades entre as quais há cidadãos da Turquia, EUA, Israel, Qatar, Arábia Saudita, Jordânia e Marrocos. 

    "Estes representantes da 'oposição moderada' síria de cidadania estrangeira tentam abandonar Aleppo oriental com terroristas", disse Jaafari.

    Além disso, o diplomata sírio declarou que Aleppo será completamente limpa dos terroristas hoje à noite. Segundo ele, os últimos terroristas estão sendo evacuados de suas fortificações. 

    Na sexta-feira passada (16), o Ministério da Defesa da Rússia anunciou que Aleppo está sob pleno controle do governo da Síria, tendo, o exército do país, cumprido a operação de libertação dos bairros orientais da cidade. Civis e militares estão saindo da cidade em conformidade com o acordo de cessar-fogo entre os grupos restantes de resistência e as forças governamentais.

    Mais:

    Cruz Vermelha confirma evacuação de cinco ônibus e uma ambulância de Aleppo
    Cerca de 400 rebeldes e familiares são evacuados de Aleppo
    Putin e Erdogan discutem crise síria e estreitam contatos sobre evacuação de Aleppo
    Tags:
    militares, terroristas, Aleppo oriental, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar