05:58 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Forças líbias leais ao comandante do leste Khalifa Haftar ao oeste de Benghazi, Líbia

    Atentado terrorista deixa 7 mortos em Benghazi, na Líbia

    © REUTERS/ Esam Omran Al-Fetori
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 30901

    Pelo menos sete pessoas foram mortas e oito ficaram feridas quando um homem-bomba atacou forças leais ao governo do leste da Líbia em Benghazi neste domingo (18), segundo relataram autoridades médicas e de segurança locais.

    O Daesh (autodenominado Estado Islâmico) reivindicou a responsabilidade pelo bombardeio, realizado no distrito sitiado de Ganfouda. 

    A área é um dos últimos bolsões de resistência que resistem contra o Exército Nacional da Líbia (LNA), uma força autodenominada leal ao comandante do governo do leste, Khalifa Haftar. 

    Haftar vem realizando uma campanha militar em Benghazi há mais de dois anos contra os islâmicos e outros adversários. A luta é parte de um conflito mais amplo e de baixa intensidade na Líbia, que se dividiu em várias facções políticas e armadas após a revolta que derrubou Muammar Khaddafi em 2011. Todos os mortos no bombardeio deste domingo eram do LNA, segundo disse uma fonte médica do principal hospital de Benghazi à Reuters.

    Mais:

    Coalizão dos EUA afirma ter alcançado progresso na Líbia
    Regime de emergência entra em vigor na Líbia, exército toma o poder
    Assange revela papel de Hillary Clinton na destruição da Líbia
    Tags:
    bomba, ataque, atentado, Muammar Khaddafi, Líbia, Benghazi
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik