04:59 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Comboio com civis retirados do leste de Aleppo passando pela ponte de al-Ramousah nesta sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

    Reino Unido promete enviar US$ 12 milhões em ajuda humanitária para a Síria

    © REUTERS / Omar Sanadiki
    Oriente Médio e África
    URL curta
    604

    O governo britânico planeja enviar ajuda no valor de 10 milhões de libras (US$ 12 milhões) para civis deslocados de Aleppo e outros cidadãos sírios que buscam refúgio na Jordânia, segundo informou a secretária de Desenvolvimento Internacional do Reino Unido, Priti Patel.

    Em comunicado publicado nesta sexta-feira, Patel disse que a assistência será prestada por "parceiros humanitários confiáveis" e consistirá na entrega de pacotes de alimentos para quase meio milhão de pessoas, suprimentos básicos como cobertores e colchões para mais de 100.000 pessoas, antibióticos, vacinas, equipamentos cirúrgicos e água, entre outras coisas.

    Ainda de acordo com a secretária britânica, o seu país também se responsabilizará por trabalhos de reconstrução em instalações médicas e saneamento, pela evacuação de civis com problemas de saúde e locomoção e por transferir a população mais idosa para áreas seguras. 

    "Proteger civis inocentes deve ser uma prioridade absoluta. É fundamental que as agências de ajuda agora obtenham o acesso irrestrito e seguro de que precisam para salvar vidas no leste de Aleppo", declarou Patel, aproveitando para culpar Moscou pela situação:

    "A Rússia deve assumir a responsabilidade por suas ações. As pessoas devem também ser autorizadas a deixar a cidade em segurança, sem risco de vida, limbo ou violações grosseiras dos seus direitos humanos, e de acordo com o direito internacional", disse ela. 

    Mais:

    'Informações sobre crimes do exército sírio em Aleppo são falsificações fabricadas'
    Jornalista destaca histeria da mídia do Ocidente em torno da situação em Aleppo oriental
    Milícia: exército sírio controla completamente cidade de Aleppo, falta só um quarteirão
    Tags:
    ajuda humanitária, Priti Patel, Aleppo, Síria, Moscou, Grã-Bretanha, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik