17:45 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Policiais e ambulâncias ao lado do estádio em Istambul em que ocorreram duas fortes explosões, 10 de dezembro de 2016.

    Grupo de militantes curdos reivindica ataque em Istambul

    © AP Photo/ Halit Onur Sandal
    Oriente Médio e África
    URL curta
    352912

    Um grupo denominado Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK) reivindicou os atentados em Istambul que vitimaram mais de 30 pessoas, informa a agência Reuters.

    O comunicado do grupo chamou o ataque de "ato de vingança".

    Os Falcões da Liberdade do Curdistão são um ramo do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). A Turquia considera ambos os grupos como organizações terroristas. Na noite de sábado, duas bombas explodiram em um curto intervalo perto do Estádio da Arena Vodafone matando 38 e ferindo 155 pessoas.

    Os Falcões da Liberdade do Curdistão já tinham realizado atentados na Turquia em 13 de março na praça de Kizilay, no centro de Ancara.

    Mais:

    Putin expressa condolências a líder turco pelos atentados em Istambul
    Erdogan se pronuncia sobre atentado em Istambul
    Facebook ativa alerta de segurança após atentado em Istambul – mídia fala em 70 vítimas
    Tags:
    atentado, Falcões da Liberdade do Curdistão, Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik