15:58 18 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Sede da Assembleia Geral da ONU, em Nova York, EUA

    ONU pede mais pressão sobre grupos em conflito na Síria

    © REUTERS/ Eduardo Munoz
    Oriente Médio e África
    URL curta
    609

    O vice-porta-voz das Nações Unidas Farhan Haq disse nesta quarta-feira que uma pressão adicional sobre as partes em conflito na Síria seria muito bem-vinda, se pudesse levar a um cessar-fogo no país.

    Mais cedo, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, Itália e Canadá emitiram uma declaração conjunta sobre as condições da cidade síria de Aleppo, um dos principais palcos da guerra na República Árabe, ameaçando impor sanções contra os apoiadores do presidente Bashar Assad

    "Qualquer pressão particular que possa levar as partes a garantir que haverá tal cessação das hostilidades seria um passo adiante", afirmou Haq durante conversa com jornalistas na sede da ONU, em Nova York. "Como isso pode ser alcançado? Como sabemos, partes diferentes têm tentado meios diferentes, mas nada se sucedeu até o momento, e nós precisamos de um passo adiante", acrescentou o funcionário das Nações Unidas. 

    Farhan Haq também aproveitou para destacar preocupações da ONU com a segurança e o bem-estar dos civis, incluindo os agentes humanitários que atuam em áreas dominados por rebeldes em Aleppo, onde, segundo ele, os combates se intensificaram nas últimas 24 horas.

    Mais:

    Moscou: 'Reação da OTAN sobre ataque a hospital em Aleppo é caso claro de padrões duplos'
    Tropas sírias libertam mais 2 bairros de Aleppo oriental
    Tags:
    guerra, cessar-fogo, ONU, Farhan Haq, Bashar Assad, Nova York, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik