22:16 10 Dezembro 2016
Ouvir Rádio
    Presidente turco Reccep Tayyip Erdogan

    Meta da operação militar turca na Síria é eliminar apenas grupos terroristas, diz Erdogan

    © REUTERS/ Murat Cetinmuhurdar/Presidential Palace
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8124451

    O objetivo das operações das Forças Armadas da Turquia no norte da Síria é eliminar apenas grupos terroristas e não um país ou uma pessoa, disse na quinta-feira (1), o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

    Antes, Erdogan informou que o exército turco iniciou operação militar na Síria para destituir do governo o presidente Bashar al-Assad.

    "O objetivo da operação Escudo do Eufrates não é eliminar um país ou uma pessoa, e sim, apenas grupos terroristas. Espero que ninguém pense o contrário. A Turquia continuará lutando contra o terrorismo, mesmo que seja deixada de lado. Nesta direção nós encontramos obstáculos do Ocidente. A política da Turquia na Síria e no Iraque preocupa o Ocidente, pois [nossa política] não corresponde às suas pretensões para o domínio mundial. O futuro da Síria e do Iraque não importa para eles. Há petróleo lá? Sim, por isso eles estão lá", afirmou Erdogan, durante encontro com chefes de administrações rurais em Ancara.

    Anteriormente, o assistente do líder russo, Yuri Ushakov, disse que o presidente russo, Vladimir Putin, discutiu com o seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, a declaração de Anсara sobre a derrubada do presidente sírio, Bashar al-Assad.

    "Eu apenas posso afirmar que ontem foi realizada uma conversa telefônica entre o nosso presidente e Erdogan, tendo sido abordado este tema", disse Ushakov aos jornalistas, comentando o diálogo entre Putin e Erdogan com relação à declaração da Turquia sobre a Síria.

    "Sim, ele se explicou", continuou o assessor do presidente russo, reforçando que não pode comentar sobre insatisfação ou não da Rússia em relação ao comunicado de Erdogan.

    Na véspera, o porta-voz do líder russo, Dmitry Peskov, declarou que o Kremlin aguarda esclarecimentos de Ancara sobre as palavras de Erdogan. Ao mesmo tempo, Moscou observa que tal declaração contradiz as declarações anteriores das autoridades turcas.

    Mais:

    Irã repreende Erdogan por declarações sobre derrubada de Assad na Síria
    Opinião: ao falar de Assad, Erdogan se esquece da tentativa de golpe no seu próprio país
    Erdogan declara que Exército turco entrou na Síria para derrubar Assad
    União Europeia não é única opção, Erdogan discute adesão à SCO
    Chanceler russo: Rússia e Turquia estão unidas no combate ao terrorismo na Síria
    Tags:
    conversa telefônica, grupos terroristas, domínio, operação militar, governo, Recep Tayyip Erdogan, Dmitry Peskov, Bashar Assad, Vladimir Putin, Ancara, Turquia, Síria, Ocidente, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Em foco