07:47 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Bombardeiro russo Tu-22M3 na base aérea de Hamadã, Irã, 15 de agosto de 2016

    Aviões russos autorizados a realizar voos e reabastecimentos na base iraniana em Hamadã

    © AP Photo / WarfareWW
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3210

    Segundo informações anteriores, o Irã está disposto a autorizar o uso da base aérea de Nouzheh, em Hamadã, pela Rússia. Essa declaração foi feita pelo ministro da Defesa iraniano Hossein Dehghan.

    Em entrevista à Sputnik Persa, o conselheiro do chanceler iraniano Hossein Sheikholeslam revelou mais detalhes sobre o assunto. Eis o que ele informou:

    "Gostaria de sublinhar que nós nunca colocamos a base militar de Nouzheh à disposição total da Rússia. Essa base pertence totalmente ao Irã, todas as ações no seu território são realizadas sob nosso controle total."

    Sheikholeslam acrescentou que "os aviões russos foram autorizados a realizar voos a partir desse aeródromo para atacar posições dos terroristas na Síria".

    O interlocutor destacou que, caso a Rússia precise de usar as capacidades instaladas da base aérea, "a questão será coordenada com a parte russa e à Força Aeroespacial russa será permitido usar essa base para realizar sua missão militar na Síria, mas sob controle rigoroso das Forças Armadas do Irã".

    "Se a situação na Síria o exigir, estamos prontos para dar à parte russa a possibilidade de efetuar voos e reabastecimentos da Força Aeroespacial russa a partir desse aeródromo", comunicou Sheikholeslam.

    Como informou Viktor Ozerov, chefe do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho da Federação da Rússia (câmara alta do parlamento russo), o uso repetido da base aérea no Irã poderá ser necessário se o porta-aviões russo Admiral Kuznetsov, que no momento está no Mediterrâneo, esteja longe da costa síria e caso o seu convés não possa ser usado para atacar os terroristas.

    Em meados de agosto, a Força Aeroespacial russa usou pela primeira vez o aeródromo iraniano em Hamadã com objetivo de efetuar ataques contra objetivos dos grupos terroristas Daesh e Frente al-Nusra.

    Posteriormente, o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, major-general Igor Konashenkov, anunciou que o uso da base de Hamadã pela Rússia vai depender de acordos mútuos sobre combate ao terrorismo e da situação na Síria.

    Mais:

    Moscou e Teerã planejam voltar a colocar aviões russos em Hamadã
    Irã não proibiu a Rússia de usar base de Hamadã
    Tags:
    missão, base aérea, uso, autorização, abastecimento, Frente al-Nusra, Daesh, Conselho da Federação, Sputnik, Força Aeroespacial da Rússia, Hossein Dehghan, Viktor Ozerov, Hamadã, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik