10:12 16 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Polícia da República Democrática do Congo

    Milícia no nordeste do Congo mata 30 civis

    © flickr.com/ Bart Wursten
    Oriente Médio e África
    URL curta
    124701

    Conflito étnico já deixou dezenas de mortos e feridos no país desde o início dos enfrentamentos entre os Nande e os Hutus. Relatos dão conta de assassinatos brutais com facões e armas de fogo.

    A milícia étnica Nande, matou cerca de 30 civis, a maioria da etnia Hutu, na manhã deste domingo.

    O evento, ao leste do Congo, é mais um na escalada de violência entre os dois grupos que tem acontecido desde o início do ano.

    A administradora no território Lubero da província de Kivu do Norte, Joy Bokele, disse à agência de notícias Reuters que os combatentes da milícia Mai Mai Mazembe atacaram a aldeia de Luhanga às 5h da manhã, hora local, com armas e facões.

    "Por enquanto, temos um número provisório de cerca de 30 mortos e cerca de 20 feridos", disse Bokele.

    As milícias que reivindicam representar os dois grupos étnicos têm se envolvido na violência recíproca. As tensões entre os Hutus e as comunidades vizinhas aumentaram desde que o exército congolês lançou uma ofensiva militar no ano passado contra a principal milícia Hutu na região, deslocando um grande número de combatentes e civis.

    Mais:

    Colisão de barcos deixa vários mortos no Congo
    Governo brasileiro condenou ataque contra tropas de paz da ONU no Congo
    Governo da República Democrática do Congo expulsará ativistas estrangeiros do país
    Tags:
    Hutu, Nande, Joy Bokele, Luhanga, Mai Mai Mazembe, Lubero, Kivu do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik