14:00 19 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Caças multifuncional russo Su-35 da geração 4++

    Irã está disposto a comprar caças russos para contrabalançar o Qatar

    CC BY 2.0 / Dmitry Terekhov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    19291

    Na agenda do Exército da Irã está a aquisição de novos caças, disse o general de brigada do exército iraniano Ahmad Reza Purdastan. O exército iraniano planeja modernizar as capacidades da sua Força Aérea comprando novos caças, cita mashreghnews.ir as palavras de Purdastan.

    Analistas apontam que a declaração do general iraniano foi feita depois de, na semana passada, o Qatar ter anunciado um acordo multibilionário com os EUA para compra de 72 caças americanos de quarta geração F-15QA, bem como dos respetivos equipamentos e armamentos, informou mashreghnews.ir.

    De acordo com o observador permanente da Sputnik Persa e editor-chefe do jornal Iran News Emad Abshenass, o desejo do Irã de modernizar o arsenal militar de seus caças é plenamente justificado, porque devido às ameaças e desafios permanentes, é necessário criar um equilíbrio das forças militares na região e garantir a segurança.A Rússia pode ajudar o Irã nesse sentido, continua Abshenass:

    "Sem dúvida que a Força Aérea do Irã precisa de atualização e modernização. Hoje, a Rússia é um dos principais fornecedores de aviões militares no mercado global. Recentemente, a Força Aeroespacial russa mostrou um potencial invejável no decorrer do oitavo salão aeronáutico internacional Iran Air Show 2016, que foi realizado recentemente no Irã, na ilha de Kish. Graças às incríveis capacidades técnicas, os caças russos em muitos aspectos superam mesmo os americanos.

    Para o Irã, o fato de os países árabes do golfo Pérsico estarem comprando armamentos não é tão importante, porque o principal problema destes países é a incapacidade de usar este equipamento militar moderno e a falta dos respectivos especialistas. Não devemos esquecer que os EUA nunca vão vender a estes países suas tecnologias mais modernas e avançadas. Pelo contrário, serão os modelos de armamento que foram retirados da produção, ou não são usados pelos EUA. Ao mesmo tempo, como jogada de marketing, à opinião pública mundial será dada a informação que esses caças são do último modelo. Se alguns armamentos são fornecido aos países árabes do Golfo Pérsico, eles são inúteis para esses países. Eles não têm nem pilotos qualificados, nem especialistas técnicos que os possam pilotar ou fazer os serviços de manutenção do equipamento militar. Por esta razão, o Irã não o leva muito a sério. Além disso, agora o Irã está negociando com a Rússia a compra de armamento russo, que em grande parte vai ultrapassar os modelos que o Qatar compra nos Estados Unidos. Tanto mais que o Irã tem seus próprios pilotos nacionais capazes de pilotar estes modelos modernos de aviões militares.

    Durante a intervenção militar no Iêmen, as forças aéreas da Arábia Saudita e do Qatar, tendo à sua disposição os caças e bombardeiros mais avançados norte-americanos, não foram capazes de alcançar seu objetivo e atingir o resultado desejado. Além disso, os aliados tiveram que pedir a ajuda de pilotos israelenses e americanos para simplesmente fazer arsenal militar levantar voo, porque não puderam combater a resistência do povo iemenita, mesmo com uma menor quantidade de armamento obsoleto.

    Em geral, o Irã, como muitos outros países, pretende ter os aviões mais novos e modernos no seu arsenal. O objetivo principal do Irã é a atualização da sua frota aérea recorrendo ao armamento de fabricação russa.

    Isso é natural, porque o Irã está num anel de resistência a muitos inimigos, que todos os dias lançam novos desafios e ameaçam atacar o nosso país. Portanto, o Irã, se tivermos em conta todas estas ameaças, tem o direito total de possuir um complexo defensivo poderoso para proteger suas fronteiras".

    Mais:

    Câmara dos EUA renova sanções contra o Irã e amplia restrições à Rússia
    Analista: Trump pode provocar rompimento de acordo nuclear pelo Irã
    Política externa de Trump pode ser chefiada por diplomata que defendeu jogar bomba no Irã
    Irã está pronto para firmar acordo de livre comércio com União Eurasiática
    Rússia poderá reiniciar negociações com Irã sobre uso da base de Hamadã
    Irã está interessado em armamento russo
    Tags:
    exército, modernização, armamento, equipamento militar, caças russos, Emad Abshenass, Golfo Pérsico, Qatar, EUA, Rússia, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik