22:12 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Aeronaves anfíbia russas, destinadas ao combate a incêndios e eliminação das situações de emergência, Beriev Be-200

    Aeronaves russas chegam a Israel para combater incêndios

    © Sputnik / Aleksandr Pogotov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1783

    O Ministério russo para a Proteção Civil, Emergências e Eliminação das Consequências de Cataclismos comunicou que duas aeronaves anfíbias, destinadas ao combate a incêndios, Beriev Be-200, chegaram a Israel na sexta-feira (25), visando prestar ajuda à nação israelense.

    "Por volta das 08h00 da manhã (02h00, horário de Brasília), a aeronave Be-200 aterrissou no aeroporto de Telavive", disse o porta-voz do Ministério.

    "Em breve, os pilotos russos começarão a eliminar o fogo. Estamos nos preparando para tal", comunicou o Ministério para Situações de Emergência da Rússia.

    Os maiores incêndios foram registrados perto de Jerusalem, em Haifa, Hedera e Zichron Yaakov. Após o fogo ter devorado dezenas de moradias na terça-feira passada (22), a população de Zichron Yaakov foi evacuada.

    Na quinta-feira (24), o premiê israelense, Benjamin Netanyahu, pediu ajuda no combate aos incêndios para uma série de líderes mundiais, inclusive para o presidente russo, Vladimir Putin. Durante conversa telefônica, Putin se comprometeu em enviar aeronave especial destinada a tal finalidade, bem como o equipamento necessário à região. Netanyahu o agradeceu pela resposta positiva e rápida.

    A Grécia, Turquia, Itália, Croácia, Rússia e Creta enviaram o total de 10 aviões para ajudar Israel a combater fogo.

    Agradecemos aos nossos amigos #Europe-us pelo apoio no combate ao fogo em #Israel

    ​Esses são os incêndios mais graves em Israel desde 2010. Naquele ano, o Ministério russo para a Proteção Civil, Emergências e Eliminação das Consequências dos Cataclismos também prestou sua assistência ao país.

    As forças de segurança israelenses estão considerando cada vez mais a ligação das causas dos incêndios a ataques de grupos motivados por questões políticas. Mesmo assim, a maioria deles foi provocada por rajadas de vento e pela seca.

    Mais:

    Mais de 50 incêndios apagados por aviões russos em Portugal
    Dois aviões russos Be-200 apagam 26 incêndios florestais em Portugal
    Incêndio em shopping deixa quatro mortos no Peru
    Tags:
    missão de apoio, aeronave, cataclismo, fogo, incêndio, Be-200, Ministério para Situações de Emergência, Benjamin Netanyahu, Vladimir Putin, Jerusalém, Israel, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik