22:14 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Mohammed Mursi, ex-presidente do Egito

    Mídia: ex-presidente do Egito não será executado

    © AP Photo / Tarek el-Gabbas
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    O tribunal de apelação do Egito anulou nesta terça-feira (15) a pena de morte a que anteriormente foi sentenciado Mohamed Mursi, o ex-presidente do país e um dos líderes da organização Irmandade Muçulmana.

    A respectiva informação foi divulgada pelo portal de notícias local youm7.

    A decisão sobre a pena de morte também foi revogada em relação a outros chefes da organização islamista que participou ativamente de confrontos durante as desordens de 2013.

    Mursi foi derrubado do poder por um golpe militar em julho de 2013. A revolta foi comandada pelo ministro da Defesa, o general Abdel Fattah al-Sisi, que foi posteriormente eleito presidente do Egito.

    Mursi, quinto presidente do Egito, chegou ao poder em 2012 por via de ter ganho no segundo turno das eleições. O seu antecessor Hosni Mubarak foi afastado do poder em 2011 no âmbito da chamada Revolução Árabe.

    O último ex-presidente, Mohammed Mursi, é acusado em espionagem e troca de informações com organizações terroristas. Ele foi condenado a pena de morte após tentativa de fuga.

    Mais:

    Ex-presidente do Egito é incluído em lista de terroristas
    Tags:
    tribunal, pena de morte, Mohamed Mursi, Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar