18:53 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Mahmoud Ahmadinejad, que naquele momento era presidente do Irã, antes da inauguração do presidente venezuelano Nicolás Maduro, Caracas, Venezuela, abril de 2013

    É pouco provável que Trump consiga se tornar o novo Ahmadinejad, afirma especialista

    © AFP 2019 / LEO RAMIREZ
    Oriente Médio e África
    URL curta
    823

    Logo depois que se tornou conhecido o nome do futuro 45º presidente dos EUA, na mídia ocidental e redes sociais surgiram comparações de Donald Trump com o presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad.

    O jornal britânico The Guardian publicou uma matéria intitulada "Donald Trump é o Mahmoud Ahmadinejad norte-americano". "EUA, felicito-os pela conquista do seu próprio Ahmadinejad! Vocês o mereceram!". Eis a postagem feita pelo analista político norte-americano de origem iraniana, Negar Mortazavi, no seu Twitter.

    Segundo internautas, quem elegeu Trump e Ahmadinejad faz parte da "maioria de pessoas infortunadas e ordinárias", não foi a elite ou a classe média. Os políticos também têm muito em comum, são pessoas escandalosas e odiosas.

    Entretanto, o especialista nos assuntos da política internacional de Teerã, Ali Reza Rezakhah, acredita que tal comparação é ilógica.

    Em entrevista à Sputnik Persa disse que a comparação não possui base científica. Primeiramente, é preciso determinar critérios.

    "Primeiro, é preciso dizer que o passado político destas duas pessoas não possui nada em comum. Antes de se tornar presidente, Mahmoud Ahmadinejad por muito tempo trabalhou na esfera política, ganhando grande experiência. <…> Quanto a Trump, entrou no palco político somente agora, a partir do início da campanha eleitoral. Mesmo no Partido Republicano, que ele representou nas eleições, Trump era um estranho. É bilionário, mas não político. <…> Isso não passa de uma tentativa de desviar a atenção da comunidade da realidade que existe dentro da comunidade norte-americana e do próprio fenômeno de Trump", disse.

    A mídia ocidental, ao invés de dar motivos que levaram a vitória de Trump, simplesmente tenta esconder a realidade, acrescenta Rezakhah.

    "Além disso, ser político significa ser bastante previsível. Quando Ahmadinejad candidatou-se para a presidência, levando à vitória, todos no Irã já sabia quem faria parte do governo. Quem será integrante da administração de Trump, ainda há dúvidas sobre isso. A eleição de Trump provocou grande incerteza e preocupação sobre os EUA", disse.

    Entretanto, segundo ele, Ahmadinejad conseguiu se tornar herói popular. Mesmo com casas de campo e palacetes, ele vivia de forma humilde como milhões de iranianos. "Até agora segue um estilo de vida ascético. É por isso que muitos iranianos votaram nele, foi amado e tornou-se conhecido entre o povo como o protetor dos infortunados". É pouco provável que Trump consiga viver em tais condições, conclui.

    Mais:

    Votando em Trump eleitores escolheram acabar com 'financiamento do terrorismo' dos EUA
    Kremlin fala sobre contatos com equipe de Trump
    Ministra da Defesa alemã pede que Trump tome postura firme sobre Rússia
    Chateados com Trump? Esta foto já se viralizou no Twitter
    Protestos anti-Trump em Portland se transformam em distúrbios, diz polícia
    Tags:
    especialista, pobres, vitória, presidente, eleições, Mahmoud Ahmadinejad, Donald Trump, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar