09:40 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Investigadores no local da queda do avião russo Airbus A321 no Egito

    Embaixador russo: Egito fará todo o possível para que catástrofe do A321 não se repita

    © Sputnik / Maxim Grigoryev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    O embaixador da Rússia no Egito Sergei Kirpichenko, contou em entrevista à Sputnik Árabe sobre a ajuda que esse país árabe está providenciando na investigação da catástrofe com o avião russo A321 ocorrida em 31 de outubro de 2015.

    "Os egípcios estão nos auxiliando em todas as questões", informou o diplomata.

    Segundo ele, a parte egípcia está prestando toda a assistência necessária ao esclarecimento das causas da tragédia com o avião A321 e na identificação de todos os responsáveis pela catástrofe.

    De acordo com o embaixador, o Egito está se esforçando para excluir completamente a possibilidade de incidentes aéreos semelhantes no futuro.

    Recordemos que há precisamente um ano um avião Airbus A321 da companhia aérea russa Kogalymavia, que seguia da cidade turística egípcia de Sharm El-Sheikh para São Petersburgo, se despenhou na Península do Sinai após uma explosão a bordo, o que provocou morte de todas as 224 pessoas que seguiam no avião.

    O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e em vários outros países) afirmou ter dissimulado a bomba dentro de uma lata de refrigerante, que foi introduzida no avião, em resposta aos ataques aéreos russos na Síria.

    Mais:

    Peritos estrangeiros chegam ao Egito para investigar queda do avião russo abatido no Sinai
    Chefe do Parlamento do Egito: 'O Sinai está livre de terroristas'
    Tags:
    causas, explosão, catástrofe, investigação, embaixador, Kogalymavia, São Petersburgo, Sharm El-Sheikh, Síria, Península do Sinai, Egito, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar