15:34 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Combatentes de peshmerga passam um edifício destruido no leste de Mossul, Iraque, 26 de outubro de 2016

    Rússia: avião dos EUA alvejou escola perto de Mossul, há baixas

    © AFP 2019 / SAFIN HAMED
    Oriente Médio e África
    URL curta
    16415
    Nos siga no

    Um avião da Força Aérea dos EUA atacou em 24 de outubro uma escola perto da cidade iraquiana de Mossul, informou chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, Sergei Rudskoy, na sexta-feira (28).

    "Às 03h35 (horário de Damasco) de 24 de outubro, um avião da aviação tática da Força Aérea dos EUA realizou um ataque com bombas e mísseis contra o prédio da escola na povoação de Tall Kayf, a 14 quilômetros ao norte de Mossul. O ataque provocou muitos mortos e feridos", disse o general.

    "As atividades da coalizão nesta área [residencial] foram mais tarde intensificadas, inclusive usando bombardeiros estratégicos B-52", acrescentou Rudskoy.

    "O número de baixas civis irá certamente aumentar", disse.

    Rudskoy também afirmou que os militares russos pediram ao presidente russo para autorizar o reinício dos ataques a Aleppo oriental. 

    "Devido ao fato de não cessarem as baixas entre civis, os militantes reiniciaram ações militares intensas contra as tropas governamentais, nós endereçamos ao Comandante-em-Chefe das Forças Armadas o pedido de reiniciar os ataques aéreos contra grupos armados ilegais em Aleppo oriental", disse.

    Entretanto, o porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov disse na sexta-feira (28) que o presidente russo está a favor de prorrogar a pausa humanitária em Aleppo para que os feridos e militantes tenham a possibilidade de abandonar a cidade.

    Em 25 de outubro, o Estado-Maior das Forças Armadas russas disse que mais de 60 civis foram mortos e cerca de 200 ficaram feridos em resultado de ataques aéreos contra zonas residenciais de Mossul durante os últimos três dias.

    Em 17 de outubro, o primeiro-ministro iraquiano Haider Abadi anunciou o início da operação de libertação de Mossul do Daesh. A operação é apoiada por ataques aéreos da coalizão internacional liderada pelos EUA.

    Mais:

    EUA negam ataques contra alvos civis em Mossul
    EUA ainda não decidiram sobre presença de tropas no Iraque após a batalha por Mossul
    Washington pede ajuda a Moscou nas investigações dos ataques em Mossul
    Tags:
    coalisão, baixas, ataques aéreos, escola, Mossul, Iraque, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar