13:47 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6671
    Nos siga no

    O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse que a resolução da difícil situação na Síria é impossível sem o Irã e a Rússia, a exclusão destes países do processo de negociações causaria o aparecimento de novos problemas.

    "É por isso que, há um ano, reunimos um grupo internacional de apoio à Síria, que inclui todos os países envolvidos no conflito. Inclusive a Rússia e o Irã. Quando perguntam por que eles estão sentados à mesa de negociações, isso é porque eles estão envolvidos. Assinar o acordo sem eles significaria criar novos problemas", disse Kerry durante discurso no Conselho de Chicago pelas relações internacionais.

    Kerry acrescentou que ainda acredita ser possível a regularização do conflito na Síria através da diplomacia, entretanto isso não é fácil.

    "Continuamos nos esforçando para encontrar uma resolução diplomática na Síria. E estou seguro que encontraremos a saída da crise, a maior desde a Segunda Guerra Mundial. O problema não pode ser resolvido através do apoio financeiro aos refugiados. É necessário interromper o deslocamento deles. São necessários esforços diplomáticos. É uma tarefa muito difícil que já enfrentamos antes", disse.

    O confronto armado na Síria continua desde março de 2011. Segundo os dados da ONU, já morreram mais de 220 mil pessoas. De um lado, estão as tropas governamentais; do outro, unidades de militantes que pertencem a vários grupos armados. As organizações terroristas mais influentes e ativas no conflito são proibidas na Rússia – o Daesh e a Frente al-Nusra.

    Mais:

    Mídia: EUA arriscam guerra com Rússia ao intervir na questão síria
    Lavrov: EUA ainda não demarcaram oposição 'moderada' dos radicais na Síria
    Aviação russa e síria não reiniciam ataques em Aleppo desde 18 de outubro
    MRE da Rússia: situação na Síria piorou depois do fim dos acordos russo-americanos
    General turco: Rússia e Turquia se aproximam na troca de inteligência sobre Síria
    'Convém abrir uma saída segura para que terroristas se salvem saindo de Mossul para Síria'
    Tags:
    acordo, negociações, resolução, crise, John Kerry, Síria, EUA, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar