05:12 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Dano na sequência do ataque aéreo contra o funeral em Sanaa, Iêmen, 8 de outubro de 2016

    Arábia Saudita promete punir responsáveis pelo ataque aéreo no Iêmen

    © REUTERS / Khaled Abdullah
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    O chefe da diplomacia saudita Adel bin Ahmed Al-Jubeir prometeu que os culpados pelo ataque aéreo contra a cerimônia fúnebre no Iêmen serão punidos, enquanto as famílias das vítimas receberão compensações.

    O ataque aéreo, levado a cabo em 8 de outubro e que atingiu uma sala na capital iemenita Sanaa onde decorria uma cerimônia fúnebre, resultou em 140 mortos e 525 feridos, segundo os dados da ONU.

    A coalizão árabe, que os rebeldes houthis acusaram do ataque, primeiro negou seu envolvimento no ataque, mas depois da investigação comunicou que o ataque foi realizado devido a "informações erradas" recebidas do estado-maior do Iêmen.

    Segundo Adil al-Djubeir, "o Reino da Arábia Saudita pretende monitorar com maior eficácia a observação das leis humanitárias no conflito iemenita".

    O Iêmen se encontra mergulhado em um grande conflito desde 2014, com forças houthis aliadas do ex-presidente Ali Abdullah Saleh combatendo contra tropas leais ao presidente Abd Rabbo Mansour Hadi, apoiado por uma coalizão militar de países árabes liderada pela Arábia Saudita.

    Mais:

    Irã envia navios militares para costa do Iêmen
    Das palavras às ações: EUA atacam Iêmen como retaliação
    Tags:
    coalizão saudita, funeral, ataque aéreo, conflito, ONU, Ali Abdullah Saleh, Sanaa, Iêmen, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar