05:27 22 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    O ministro de Relações Exteriores russo Sergei Lavrov durante o encontro com a Federação Mundial de Câmaras Comerciais, Moscou, Rússia, 22 de junho de 2016

    Rússia pode permitir que al-Nusra deixe Aleppo com armas na mão

    © Sputnik/ Maksim Blinov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12313

    A Rússia está prestes a apoiar a proposta do enviado especial da ONU, Staffan de Mistura, para desbloquear a situação ao redor de Aleppo e apelar a Damasco para concordar com esta proposta, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

    "Ouvi a sua declaração [de Mistura] que é relacionada somente à Frente al-Nusra. Faça favor, se al-Nusra, com as armas nas mãos, for em direção a Idlib, onde se baseiam suas forças principais, para salvar Aleppo, estaremos prontos a apoiar tal atitude e a apelar ao governo sírio para concordar com isso", disse Lavrov ao canal televisivo Pervy.

    Mais cedo, de Mistura declarou que está disposto a acompanhar os militantes do grupo terrorista Frente al-Nusra, se eles quiserem deixar Aleppo oriental e se dirigir para Idlib. Segundo ele, nesta parte da cidade estão cerca de 900 militantes da al-Nusra.

    De Mistura informou também que, se as ações no sul de Aleppo continuarem com a mesma intensidade, esta parte da cidade será completamente destruída até o fim do ano. De Mistura perguntou a Moscou e Damasco se "uma destruição da cidade valeria a eliminação de mil militantes" e se eles estão prontos para terminar os bombardeios se os militantes da Frente al-Nusra depuserem as armas.

    Mais:

    Assad oferece anistia para rebeldes desistirem de Aleppo
    Enviado especial da ONU na Síria avisa da destruição total de Aleppo
    Militantes atacam bairro de Aleppo onde vivem representantes da ONU
    Tags:
    cidade, Sergei Lavrov, Aleppo, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik