10:07 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Exercito Livre da Síria checando munições nos arredores de Aleppo, na Síria

    Assad oferece anistia para rebeldes desistirem de Aleppo

    © AP Photo/ Khalil Hamra
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12211

    Rebeldes escondidos em Aleppo podem sair com suas famílias se deporem as armas, anunciou hoje (6) o presidente sírio Bashar Assad, prometendo avançar com a ofensiva na maior cidade da Síria e recuperar o controle total do país.

    A oferta de anistia é feita após duas semanas dos mais pesados bombardeios já registrados na guerra civil síria, que já dura quase seis anos. Os ataques já mataram centenas de pessoas sitiadas na região leste de Aleppo, controlada pelos rebeldes, e minaram o acordo de paz mediado pelos EUA e pela Rússia no país.

    Muitos combatentes aceitaram ofertas semelhantes de anistia do governo em outras áreas sitiadas nos últimos meses, principalmente em Daraya, um subúrbio de Damasco que estava sob cerco durante anos até que os rebeldes resolveram se render em agosto.

    No entanto, os rebeldes disseram que não tinham nenhum plano de se retirar de Aleppo, a última grande área urbana que eles controlam na Síria, e denunciaram a oferta de anistia como um engodo, segundo relatou a Reuters.

    Mais:

    Washington Post: EUA podem atacar forças de Assad na Síria
    Militantes atacam bairro de Aleppo onde vivem representantes da ONU
    Sem saída: Aleppo oriental está oficialmente sitiada
    UE e Rússia se comprometem a fazer o possível para ajudar Aleppo
    UE anuncia iniciativa humanitária de emergência Aleppo
    Tags:
    rebeldes, anistia, Bashar Assad, Síria, Aleppo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik