14:57 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    A chanceler alemã, Angela Merkel, aperta a mão do presidente do Níger, Mahamadou Issoufou

    Seguindo os passos dos EUA, Alemanha anuncia base militar no Níger

    © AFP 2017/ John MACDOUGALL
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5411

    Uma semana depois que os EUA confirmaram estar construindo uma base militar no Níger, a Alemanha anunciou planos para ter sua própria base no empobrecido país do Oeste Africano.

    Bernd von Münchow-Pohl, embaixador alemão para o Níger, fez o anúncio em um discurso em Niamey, a capital do país, na quarta-feira (5), segundo informou a AFP.

    "Com o estabelecimento de uma base aérea militar alemã em Niamey em apoio à missão MINUSMA no Mali, que o Níger tem apoiado desde o início, um novo capítulo na nossa cooperação começou", disse o diplomata. 

    MINUSMA é a sigla para a missão de paz da ONU no Mali.

    Von Münchow-Pohl afirmou que a Alemanha está "pronta para se envolver mais na região do Sahel [e] assumir ainda mais responsabilidade". O embaixador disse ainda que o Níger é "um parceiro central" para a Alemanha e "um país-chave na luta contra o terrorismo e a migração ilegal". 

    O embaixador alemão também anunciou que a chanceler alemã, Angela Merkel, visitará o Níger nos próximos dias. 

    No final de setembro, os EUA confirmaram estar construindo uma nova base em Agadez, no centro do país, ao custo de US$ 50 milhões, como diz o Pentágono, ou de US$ 100 milhões, segundo relatou o Intercept em 30 de setembro.

    Os EUA já mantém drones Reaper armados em uma base aérea em Niamey, a partir de onde apoia uma operaçao anti-terrorismo da França com foco nos países da região do Sahel —Mali, Chade, Burkina Faso, Níger e Mauritânia.

    Mais:

    Secretário-geral da Unasul exorta ao fim das bases militares na América Latina
    Os europeus não confiam em bases militares estrangeiras
    Por que depois de 25 anos do fim da Guerra Fria há bases militares dos EUA na Europa?
    Tags:
    imigração, terrorismo, drones, base militar, Niamey, França, EUA, África, Níger, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik