13:46 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Combatentes peshmerga do Curdistão iraquiano ao lado de uma placa do Daesh

    Comandante de Peshmerga nega que EUA estejam construindo base perto de Mossul

    © AFP 2017/ MARWAN IBRAHIM
    Oriente Médio e África
    URL curta
    432

    A presença de soldados turcos próximo da cidade iraquiana de Bashik, a 25 quilômetros de Mossul, deu mais um motivo na criação de novas tensões entre o Iraque e a Turquia.

    Segundo foi informado, cerca de 600 soldados turcos permanecem em Bashik controlada por destacamentos de Peshmerga (forças armadas do Curdistão iraquiano).

    Na véspera, surgiram informações de que os EUA, supostamente, terão iniciado a construção de sua base militar perto de Bashik, mas o comandante de Peshmerga na frente de Bashik Livan Nurettin desmentiu essas informações em entrevista à Sputnik Turquia, dizendo que elas não correspondem à realidade.

    Segundo ele, não há soldados americanos nem representantes do comando militar dos EUA, em Bashik. Nurettin informou que o número de soldados turcos permanece o mesmo, sem revelar seu número exato.

    Ao mesmo tempo, ele frisou que no tempo mais próximo será esclarecida a questão da participação de soldados turcos na operação que visa liberar Mossul dos militantes do Daesh.

    As forças de Peshmerga realizam os últimos preparativos para a operação que deverá começar de um dia para outro.

    Mais:

    Autoridades iraquianas prometem uma reconquista "rápida e inesperada" de Mossul
    Liberação de Mossul começará no início de outubro
    Tags:
    comando militar, destacamento, construção, base, Daesh, Peshmerga, Sputnik Turquia, Curdistão iraquiano, Mossul, EUA, Iraque, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik