22:37 22 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    306
    Nos siga no

    Diplomatas turcos não gostaram da declaração recentemente feita pelo Parlamento do Iraque sobre a presença militar turca no norte do país.

    O Ministério das Relações Exteriores da Turquia chamou o embaixador iraquiano para discutir as declarações sobre presença de militares turcos no norte do Iraque, divulgou a RIA Novosti citando a assessoria de imprensa da chancelaria turca.

    Na terça-feira (4) o Parlamento iraniano aprovou uma resolução protestando contra a presença militar turca na região de Bashik, perto da cidade de Mossul.

    Os parlamentares exigem do governo do seu país tomar as medidas necessárias jurídicas e diplomáticas para resolver a situação, propondo inclusive reconsiderar as relações econômicas entre os dois países.

    A chancelaria da Turquia condenou a resolução iraquiana.

    "Embaixador Hisham Ali Akbar İbrahim Al-Alawi foi convocado para o ministério onde nós expressamos preocupações sobre a resolução do parlamento iraquiano e as acusações contra a Turquia divulgadas por vários oficiais iraquianos," declarou um representante do exterior turco.

    Em 4 de dezembro, o lado turco enviou cerca de 150 tropas e 25 tanques ao norte do Iraque supostamente para ajudar as forças nacionais a retomar controle da cidade de Mossul, tomada por jihadistas do grupo Daesh (proibido na Rússia).

    A cidade é segunda maior no Iraque e tem estado sob o controle dos terroristas desde junho 2014. Mossul foi também proclamada a capital iraquiana do assim chamado califado.

    Mais:

    Ancara aprova a prorrogação da intervenção militar na Síria e no Iraque
    OTAN declara que não vai interferir no conflito na Síria
    Liberação de Mossul começará no início de outubro
    Tags:
    diplomacia, militares, Turquia, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar