17:59 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados peshmerga preparam-se para a operação de liberação de Mossul, Iraque, outubro de 2016

    'Daesh está em pânico às vésperas da operação de liberação de Mossul'

    © Sputnik / Hikmet Durgun
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5171
    Nos siga no

    Segundo dados obtidos de fontes no Iraque em unidades peshmerga, o Exército iraquiano e as forças peshmerga fazem os últimos preparativos para realizar uma grande operação para liberação de Mossul dos jihadistas.

    No âmbito desta operação norte-americana, a França e a Alemanha forneceram armas pesadas ao Exército iraquiano e às forças peshmerga. Além disso, militares destes países estão colocados em Arbil e Bagdá para realizar a coordenação e controle do desenvolvimento da operação. No âmbito da etapa preparativa da operação, as forças peshmerga e o Exército iraquiano estão bombardeando os arredores de Mossul no solo e os aviões da coalizão – a partir do ar.

    O porta-voz do Partido Democrático do Curdistão em Mossul, Said Mamuzini, disse em entrevista à Sputnik Turquia que no contexto da preparação das forças iraquianas governamentais e das forças curdas peshmerga para a operação de liberação de Mossul, os militantes do Daesh têm pressa em fugir de Mossul e se dirigirem para Raqqa, na Síria.

    "A operação deverá começar dentro de alguns dias. Neste momento se realizam as últimas preparações. No âmbito da operação, as forças peshmerga e do Exército governamental iraquiano estão realizando bombardeamentos com armas pesadas das posições do Daesh na região de Mossul. Por seu turno, os países da coalizão realizam ataques aéreos constantes. Foram tomadas medidas adicionais de segurança na fronteira", disse Mamuzini.

    Líder do grupo terrorista Estado Islâmico Abu Bakr al-Baghdadi. (Arquivo)
    © East News / Balkis Press
    Segundo dados do representante do partido, os militantes do Daesh estão cavando trincheiras ao redor de Mossul e instalando armadilhas com bombas e minas. Os terroristas também colocaram veículos cheios de explosivos ao redor da cidade e minas e armadilhas em casas vazias.

    "O Daesh está em pânico às vésperas da operação. Segundo as informações que temos, muitos militantes estão fugindo de Mossul para Raqqa. <…> No total, não há forças significativas de terroristas em Mossul. Isso permite esperar que a cidade seja liberada mais cedo do que estava planejado", disse.

    Mamuzini afirmou também que o líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, elaborou uma nova estratégia em relação a Mossul. Ele disse aos militantes que lutem se puderem, se não – que preparem minas e bombas armadilhadas, destruam a cidade e fujam daí para fora.

    Mais:

    Autoridades iraquianas prometem uma reconquista "rápida e inesperada" de Mossul
    'Vários países usam Daesh para ganhar ranking político'
    Liberação de Mossul começará no início de outubro
    Tags:
    peshmerga, libertação, operação, Daesh, Raqqa, Mossul, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar