14:01 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Um soldado do Exército Árabe da Síria é visto aqui em uma área residencial de Aleppo, uma cidade dividida pela linha de frente

    Kremlin: EUA não cumprem seus compromissos na Síria

    © Sputnik/ Iliya Pitalev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    681

    O porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov declarou que os Estados Unidos prometeram garantir a separação da oposição moderada na Síria dos terroristas no prazo de uma semana, mas não fizeram isso.

    A respectiva informação foi divulgada nesta quinta-feira (29), tendo Peskov dito o seguinte:

    "A situação é extraordinária. Infelizmente, até o momento os nossos parceiros (EUA) não conseguiram, de uma forma ou outra, ter influência na situação. E, de fato, nestas condições, as Forças Armadas na Síria continuam a guerra contra os terroristas."

    Além disso, o porta-voz presidencial russo destacou que Washington tenta esconder a sua inabilidade de cumprir as obrigações assumidas por meio ataques verbais infundados contra a Rússia.

    Na quarta-feira o Departamento de Estado americano deu a conhecer que, em conversa telefônica, o secretário de Estado John Kerry informou o seu colega russo Sergei Lavrov sobre a intenção do lado americano de pôr fim ao diálogo bilateral relativamente à situação na Síria. Em particular, isso diz respeito à criação do centro conjunto para implementação do cessar-fogo. O pretexto foram os avanços para Aleppo. Assim, os EUA disseram que iriam parar o diálogo "se a Rússia não desse passos imediatos."

    Comentando esta declaração, Peskov disse que o regime do cessar-fogo foi introduzido, mas foi minado pelos ataques americanos realizados alegadamente por engano e pela grande ofensiva terrorista que se seguiu aos ataques. Atualmente a parte leste de Aleppo está sob o controle de grupos terroristas, notou o representante do Kremlin.

    Mais:

    Rússia e EUA, apesar das divergências, poderão voar na Síria em segurança
    Defesa russa: terroristas planejam ataque químico em Aleppo
    Tags:
    cessar-fogo, Dmitry Peskov, EUA, Rússia, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik